Witzel vê saída no impeachment de Bolsonaro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), ex-aliado e hoje desafeto de Jair Bolsonaro, disse nesta quinta-feira que o impeachment é a resposta após o presidente divulgar, via WhatsApp, vídeo que convoca a população para manifestações de caráter ditatorial contra o Congresso e o STF.

Para Witzel, esses protestos são “uma afronta à Constituição” e, se Bolsonaro quisesse fazer algo em “caráter pessoal” – como tentou justificar -, deveria renunciar ao cargo.

“A resposta jurídica para isso é o impeachment”, afirmou Witzel, citado pela Folha de S.Paulo, após participar de um evento em Washington, nos EUA. Ele disse que o comportamento do presidente dá apoio “a um movimento destrutivo para a democracia.”

“Quer fazer em caráter privado? Renuncie à Presidência da República e pode fazer em caráter privado. Enquanto ele for presidente, o que ele fala, o que ele faz, o que ele comunica, para quem quer que seja, é comunicação do presidente da República, e nós não podemos aceitar que um presidente da República, diante de uma movimento destrutivo da democracia, compartilhe esse tipo de vídeo.”

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE