Edit

Willian Souza declara apoio a trabalhadores da Honda

Durante a sessão da Câmara de Sumaré desta terça-feira (19), o presidente da Casa, vereador Willian Souza (PT), apresentou moção de apoio aos trabalhadores da Honda Automóveis Ltda e ao Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região, em razão da luta encampada contra o Plano de Demissão Voluntária (PDV) anunciado pela empresa. O documento foi aprovado em plenário por unanimidade.

A moção explica que, há cerca de dez dias, o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região recebeu um ofício, enviado pela Honda Automóveis Ltda. No documento, a empresa anuncia um PDV para os colaboradores lotados na unidade de Sumaré aderirem, se assim quiserem. O sindicato se posiciona contra a medida e declara que faltam informações “evidentes” para garantir os direitos e a segurança econômica dos trabalhadores.

No documento, Willian esclarece que o PDV elaborado pela empresa, e que deverá ser concluído até 29 de outubro para aplicação em janeiro de 2022, os trabalhadores que estiverem interessados na demissão voluntária devem fazer a adesão e aguardar decisão do contratante. Os trabalhadores se reuniram em assembleia realizada em frente a fábrica da Honda para discutir a proposta apresentada pela empresa, que acabou negada. Agora, o sindicato aguarda uma nova reunião com a empresa para discutir as diretrizes que irão nortear a discussão.

José Donizetti Ferreira, membro da diretoria do Sindicato e trabalhador na Honda, esteve presente de forma virtual na sessão. Após a aprovação da moção, o sindicalista afirmou que não há garantias para os trabalhadores que optarem por ficar na Honda.

“Só temos incertezas, desemprego e desalento. O sindicato vem pedir o apoio aos vereadores da cidade para endossar essa discussão com a empresa. Agradeço o espaço cedido ao sindicato na Câmara Municipal de Sumaré, pois é um assunto que envolve mais de dois mil trabalhadores. Creio que essa discussão deva pressionar a Honda para que esclareça não só para os trabalhadores, mas para a própria cidade o que está, de fato, pretendendo fazer com a planta de Sumaré”, disse.

Para Willian Souza, “o Sindicato dos Metalúrgicos é uma referência sindical para a Região Metropolitana de Campinas. Se não fosse o trabalho do sindicato, não se haveria alcançado o salário e outros benefícios aos trabalhadores da Honda. Ao longo da presença da empresa em Sumaré, foram muitas lutas sindicais para se obterem essas garantias. A individualidade dos trabalhadores e suas respectivas escolhas são respeitadas por todos nós e acredito que pelo sindicato também. Nos restam, no entanto, algumas preocupações, como a de os trabalhadores serem iludidos para aceitarem esse PDV, o desemprego, que pode crescer na cidade, e a questão da arrecadação”, completa o parlamentar.

PROVIDÊNCIAS

Após o debate na Câmara, o presidente da Casa de Leis propôs uma série de encaminhamentos, que devem acontecer com o apoio do deputado estadual Dirceu Dalben (PL) e do deputado federal Henrique do Paraíso (Republicanos). Foram propostas reuniões com a Prefeitura de Sumaré, com o Sindicato dos Metalúrgicos e com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, representada pela secretária Patrícia Ellen da Silva. Também foi sugerida reunião com o secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), além da união de forças com a Assembleia Legislativa.

Ficou definido ainda que a Câmara de Sumaré enviará um ofício ao prefeito Luiz Dalben para que se institua uma comissão paritária para promover as interferências necessárias junto à empresa Honda, entre elas, um pedido de informação sobre todos os benefícios concedidos pelo município à empresa, desde sua instalação na cidade, ainda na década de 1990. A comissão deve também se reunir com a Prefeitura e a Câmara da cidade de Itirapina, onde a Honda possui outra unidade, para entender as propostas e os incentivos concedidos.

O vereador Willian Souza também defendeu o convite a um representante da Honda para ser ouvido na próxima sessão do Legislativo sumareense, e se colocou à disposição para participar das assembleias promovidas pelo sindicato com os trabalhadores. O parlamentar pediu ainda que o deputado federal Henrique do Paraíso promova uma reunião entre a Câmara Municipal e os ministros da Infraestrutura, da Economia, do Trabalho e Previdência Social, além do ministro do Desenvolvimento Regional, e o Ministério Público Federal e Estadual do Trabalho para acompanhar as homologações necessárias.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE