Edit

Willian apela a Doria por verba do Hospital Estadual de Sumaré

Na primeira sessão ordinária do ano, o presidente da Câmara Municipal de Sumaré, vereador Willian Souza (PT), pediu que o governador João Doria reconsidere o corte nas verbas destinadas ao custeio do Hospital Estadual de Sumaré (HES). O vereador apresentou a moção de apelo nº 14/2021, aprovada com 18 votos favoráveis, durante a reunião desta terça-feira (2).

O documento denuncia o fechamento das alas pediátricas e oftalmológicas do HES devido ao corte orçamentário de 6,5%, equivalente a R$ 8,45 milhões. A notícia sobre o corte veio à tona no dia 7 de janeiro. O HES é referência na região, com cerca de 750 mil atendimentos médicos por ano para pacientes das 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC), que, juntas, somam mais de 3,2 milhões de habitantes.

“A medida de cortar verbas do Hospital Estadual de Sumaré vai na contramão das orientações dadas por autoridades em saúde. Não é possível aceitar o contingenciamento em uma área fundamental frente ao maior desafio jamais visto em décadas, que é a pandemia do Coronavírus. Nesse sentido, é evidente a importância de, além de manter, aumentar os investimentos na área da saúde pública como medida para enfrentar o vírus e resguardar o bem-estar e a vida humana”, declarou Willian.

Uma semana após o corte de verbas ser noticiado pela imprensa local, o governo do estado chegou a recuar parcialmente da medida e anunciou um aporte financeiro no valor de R$ 1,6 milhão para retomar os atendimentos cancelados. A medida foi tomada após pressão realizada por autoridades de Sumaré e região. Ainda assim, conforme Willian Souza, este valor, não é suficiente para suprir nem mesmo os gatos com os funcionários demitidos (cerca de 100 profissionais) por razão do fechamento das alas pediátricas e oftalmológicas.

Ainda durante a sessão desta terça-feira, foi aprovada a moção de apelo nº 01/2021, de autoria do vereador Sirineu Araújo (PL), que também pede a revogação, por parte do governo estadual, do corte nos repasses mensais de atendimento ao SUS, incluindo o Hospital Estadual de Sumaré.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE