Vovós visitam nascente modelo

Integrantes do grupo da Melhor Idade do Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do Jardim das Palmeiras conheceram nesta quinta-feira (19) a ‘nascente modelo’ de Nova Odessa, localizada no sítio Piraju. A mina é uma das principais afluentes do Sistema Lopes, um dos dois utilizados no abastecimento do município, e se tornou um símbolo da recuperação hídrica novaodessense após a grave crise de 2015. A atividade, que integra o Programa Municipal de Educação Ambiental, foi realizada pela Secretaria de Meio Ambiente, em conjunto com a Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa), responsável pelo serviço de saneamento da cidade, e a Secretaria de Educação.
“?? um prazer recebê-los. Eu quero dizer uma coisa pra vocês: economizem água, ensinem as crianças, conversem com seus vizinhos, porque a situação está complicada. Está chovendo cada vez menos. Se não preservarmos, vamos ficar sem água”, alertou o sitiante Sílvio Campos, de 84 anos, ao dar as boas-vindas ao grupo, ao lado do filho Leonardo, engenheiro civil, e da companheira Aida Campos. Unida, a família de Nova Odessa atua como guardiã e auxilia a Prefeitura e a Coden na preservação da nascente.
A visita foi acompanhada pelo secretário de Meio Ambiente, Edson Barros de Souza, o “Nenê Gás”, e pela diretora de Gestão Social e Cidadania, Patrícia Cristina Pereira, e monitorada por Leonardo e pela professora Meria Brito de Jesus, responsável pelo IEC (Informação, Educação e Comunicação) e uma das interlocutoras do Programa Município VerdeAzul, que foi criado pelo Governo do Estado para auxiliar os municípios paulistas na elaboração e execução de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável).
“A ‘nascente modelo’ é uma referência em preservação ambiental e deve nos inspirar a incorporar ao nosso cotidiano a prática de ações sustentáveis. Em 2015, quando enfrentamos a maior seca da história, o seu Sílvio nos deu exemplo de compromisso com o meio ambiente e ajudou o município a contornar o problema”, afirmou a professora Meria, dirigindo-se ao grupo de quase 50 idosos e idosas, diante da nascente.
O secretário de Meio Ambiente reforçou as palavras da professora e do seu Sílvio e pediu apoio ao grupo na missão de preservar a natureza e atuar como multiplicador. “Se cada um de nós adotar uma atitude sustentável, já começamos a mudar essa situação. Basta um gesto pequeno, como não lavar a calçada com a mangueira, por exemplo”, disse Nenê. 
A aposentada Sebastiana Salustiano Coracini ficou impressionada com “o pedaço do paraíso” em sua cidade que ainda não conhecia. “Eu amo água, mato, natureza. Adorei esse lugar. Ele transmite uma paz indescritível. ?? uma prova de que devemos preservar e não destruir”, comentou Sebastiana, que frequenta o Clube da Melhor Idade e participa das atividades do Cras do Jardim das Palmeiras há cinco anos.
Praticamente seca em 2014, a nascente do sítio Piraju passou pelo Programa de Sustentabilidade Hídrica de Nova Odessa, foi recuperada e hoje tem vazão de aproximadamente 80 litros de água por minuto, o suficiente para atender a demanda de quase 600 pessoas diariamente. Nova Odessa tem 167 nascentes mapeadas.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE