Verstappen vence na Malásia. Vettel reduz danos

O último GP da Malásia disputado pela Fórmula 1 (pelo menos de maneira consecutiva) foi bem preenchido com emoções. Antes mesmo da corrida, levando o carro para o grid de largada, Kimi Raikkonen reclamou de um problema em seu motor. Sem potência, o finlandês perdeu seu segundo lugar no grid indo para os pits e acabou nem participando da prova.
Na saída, Lewis Hamilton manteve a ponta, mas foi atacado por Max Verstappen. Na volta 3, o holandês tirou o primeiro lugar do líder do campeonato, que, em dia de Sebastian Vettel saindo de último, não ofereceu resistência. No entanto, a Mercedes não teve resposta para o bom ritmo de corrida da Red Bull. Lewis acabou ficando com o segundo posto.
Em corrida de recuperação, Sebastian Vettel foi de último para quarto lugar em meia prova. Ele registrou o recorde histórico da pista de Sepang, 1min34s080, batendo a antiga marca de Juan Pablo Montoya em 2004.
O alemão tentou atacar Daniel Ricciardo nas últimas voltas, mas o australiano resistiu bem pelo último lugar no pódio. Com o quarto, Vettel viu sua desvantagem para Hamilton subindo de 28 para 34 pontos.
Após a bandeirada, o alemão viu sua suspensão traseira sendo destruída por Lance Stroll.
Felipe Massa acabou se tocando com Esteban Ocon na segunda curva no momento da partida. Sem ação, ele perdeu a posição para seu companheiro de equipe Lance Stroll. O brasileiro recuperou o lugar no primeiro pit, mas o perdeu novamente após uma ultrapassagem do parceiro uma volta depois. O brasileiro conquistou dois pontos, finalizando o GP em nono.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE