Ver.s vão ao MP contra ‘engessamento’ das Praias

Os vereadores Alfredo Ondas (PMDB), Davi Ramos (PC do B), Dr. Ulisses Silveira (PSB), Eduardo da Farmácia (PMDB), Moacir Romero (PT) e Téo Feola (PV) reuniram-se na quinta-feira (2) no Ministério Público de Americana com o promotor de justiça do Gaema (Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente), Dr. Ivan Carneiro Castanheiro, para discutir e agilizar os estudos sistêmicos de tráfego e liberação de novos empreendimentos na região do pós-Anhanguera. Participaram da reunião o secretário de Planejamento de Americana, Cláudio Amarante, o secretário de Negócios Jurídicos de Americana, Dr. Alex Niuri, o secretário de Governo de Americana Junior Barros e o secretário adjunto de sistema viário de Americana, João Batista Biagioni, além de representantes da Autoban, Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), empreendedores, moradores e comerciantes do bairro Praia Azul.  Durante a reunião, o promotor disse que o objetivo é encontrar uma solução que contemple a possibilidade de retomada de investimentos em empreendimentos. ???Além disso, é importante amarrar esses novos empreendimentos à realização de obras para melhorias do sistema viário como contrapartida ao município???, defendeu Dr. Castanheiro. O vereador Davi Ramos, presidente da Comissão de Acompanhamento do Plano Diretor e da Comissão de Mobilidade Urbana da Câmara Municipal de Americana, propôs que seja definido um valor de contrapartida aos empreendimentos, calculado por unidade habitacional, no caso de apartamentos, ou metro quadrado do terreno, em caso de empreendimentos industriais ou lotes. ???Que uma conta seja criada para o depósito desses valores e que possa ser fiscalizado pela promotoria, pela prefeitura e por moradores, e que, além disso, possa ser pensado em áreas institucionais, para que futuramente sejam construídos, de acordo com a necessidade da região, postos de saúde, escolas, entre outros???, afirmou o parlamentar. Ao final da reunião, o secretário de Negócios Jurídicos de Americana, Dr. Alex Niuri, definiu um prazo para entregar à promotoria uma proposta contendo a criação do fundo e de um comitê gestor, bem como detalhes de valores e estimativas de custo. Foi determinado também o prazo para publicação do edital para a contratação dos estudos sistêmicos de tráfego pertinentes a esta etapa das negociações, visando a liberação dos novos empreendimentos. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE