Vereadores vão pra cima da Odebrecht

A Câmara de Sumaré aprovou a criação da Comissão de Assuntos Relevantes para acompanhar e fiscalizar o serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município. O projeto foi apresentado na 9ª Sessão Ordinária do ano, realizada nesta terça-feira, dia 29, pelo vereador Antônio Dirceu Dalben (PPS).
O vereador Dalben afirma que a empresa Odebrecht ??? concessionária do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Sumaré ??? demonstra descaso com a população. “Mas a eficiência da Odebrecht não tem se mostrado no conserto de vazamentos, no reestabelecimento dos buracos ocasionados na ligação da água em casas e estabelecimentos comerciais, na manutenção em Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs), além da prestação de outros serviços que estão elencados em contrato decorrente da concessão e subscrito pela empresa e pela Prefeita Carrara. A única eficiência que vemos por parte da Odebrecht é na cobrança e no desligamento do fornecimento de água quando, mesmo as pessoas mais carentes que não cumprem a obrigação, têm seus consumos desligados, mesmo verificando o atraso de pagamento em poucos dias”, comentou.
O documento também cita as notícias veiculadas pela imprensa apontando o que, em tese, seria o motivo da ineficiência na prestação dos serviços pela empresa. Dentre elas ressalta a prisão do presidente da empresa, Marcelo Odebrecht; a dívida da companhia em mais de 100 bilhões no país e no exterior; a investigação na operação intitulada Lava Jato e; atualmente, a divulgação de planilha onde consta nomes de políticos cujos nomes tem causado comprometimento nas atividades da empresa.
Além disso, o vereador ressalta o último item de suas considerações, pois sendo ele uma divulgação de nome de políticos sobre valores repassados, de forma duvidosa, pela Odebrecht, chegou a citação do nome da Prefeita Carrara (com o recebimento da importância de R$ 400.000.00), além de outros. E ainda comentou, “O que se parecia uma fumaça desvanecida, está se mostrando tratar-se de uma labareda descontrolada”.
A comissão nomeada deverá apresentar relatório sobre os problemas e sugestões na execução do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município, especialmente, no acompanhamento e fiscalização do Contrato nº 141/2014 e respectivos aditivos, referente a Concorrência nº 04/2014.
A Comissão terá o prazo de 120 dias, prorrogáveis por igual período para apresentar parecer na Secretaria da Câmara Municipal a fim de que seja feita a leitura em plenário. Os trabalhos serão abertos ao público em geral.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE