Vereadores respondem se veem democracia em risco

Os protestos contra e a favor do governo Bolsonaro colocam em debate se a democracia está em risco. E o NM perguntou a vereadores da região o que eles acham- se a democracia está em risco ou não. Abaixo as respostas recebidas nas últimas 24 horas.

Kadu Garçom: O fato das pessoas NÃO conhecerem a história da luta pela democracia, de saberem o real significado de DEMOCRACIA preocupa.
A todo momento o atual presidente faz gesto indicando que de fato a democracia NÃO o agrada,fica testando com ameaças claras de que o modelo militar é o que mais o agrada sem dúvida nenhuma. Na repercussão dos atos dele acredito que o próprio analiza o se existem a fragilidade do povo para realmente aplicar um golpe antidemocrático, mas no meio disso surge um alento que é a reação da sociedade recente indo pra rua e numa crescente porque perceberam que não podem deixar a idéia de intervenção militar crescerem entre os que estão no poder e gostam da idéia. Mas concluindo existem sim um desejo de alguns no Planalto, alguns simpatizantes no congresso ,ex militares e alguns na sociedade que desconhecem o que a DE FATO DEMOCRACIA,riscos NÃO, mas ameaças a todos TEMPO.

Marschelo Meche: Não, a democracia brasileira permanece estável, apesar de a oposição a Bolsonaro disseminar um clima falso de ruptura institucional para justificar suas manifestações nas ruas. Há décadas somos um país de risco para a profissão do jornalismo, mas a imprensa trabalha de forma absolutamente livre e independente para informar, criticar e questionar as autoridades públicas, principalmente o presidente. Também vejo que o Congresso Nacional não se comporta mais como um anexo do Palácio do Planalto, pois ninguém mais dá mesada a deputados e senadores, o grande risco para democracia estava na década de 2000, pois foi comprovado que o mensalão do PT comprou a consciência dos representantes populares, isso sim é risco para democracia. Vejo as redes sociais livres, onde toda a oposição se manifesta e se organiza, tudo dentro da normalidade. Até o momento o presidente se comportou estritamente dentro de suas prerrogativas constitucionais, a oposição precisa entender que as eleições ocorrem em 2022 e que, até lá, prevalece o respeito à legitimidade do presidente eleito.

Renato Martins: Não, acredito que apesar de todo o barulho, o atual presidente não tem força política para tentar qualquer ação que atente contra a democracia. E os próprios militares já deram sinal de que não seguirão tal caminho, inclusive o próprio vice presidente deixa claro essa posição. O grande problema é a propagação de interpretação errônea do artigo 142 da CF por alguns ignorantes e ou mal intencionados, que fez essa idéia de intervenção militar.

Paulo Monaro: Acredito que a nossa democracia é sólida … Muitos perderam a vida foram presos, exilados … Para que hoje termos os direitos de ir e vir … De poder expressar nossas opiniões … Temos que permanecer firmes nas nossas opiniões e nas nossa decisões.
Democracia sempre.

Wellington Rezende- Penso que a democracia esta firme e forte, tentam mudar ou minar o estado democrático onde deve imperar a transparência dos atos nos poderes constituídos , legislativo,executivo e judiciário. Até o exército deu sinais claros de se manter democracia. Temos e que ter bom senso neste momento e trabalhar para o bem de todos e do país. Não é momento de discutir divergências políticas e sim de fazer o gigante Brasil caminhar para estabilidade na saúde e na economia.

Giovana Fortunato- Disse ser difícil fazer esta avaliação em um momento grave como este da pandemia do novo coronavírus.

Nenê Réstio- Não existe risco algum à democracia.

Carol Moura- Os grupos extremistas- à esquerda e à direita- assustam todos e mesmo quem quer ajudar acaba sendo atacado- citando o empresário Carlos Wizard, que desistiu de ir para o governo Bolsonaro.

Kim Americana- Acho difícil mas não é impossível. O radicalismo aflorado aponta na contramão da democracia.

Leitinho- O Brasil é democrático. Não vejo risco nesse momento. Sempre teve a vai ter divergências políticas e para a democracia isso é bom.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE