Vereadores de Sumaré repudiam aumento de pedágio na região

Os vereadores Silvio Coltro (PL), Alan Leal (Patriota) e Lucas Agostinho (DEM) apresentaram moções de repúdio ao governo do estado de São Paulo e à Agência de Transporte do Estado (Artesp), pela autorização de aumento na tarifa de pedágio concedida às concessionárias que atuam na administração de rodovias na região. As propostas foram aprovadas pelo plenário virtual na reunião da Câmara de Sumaré da última semana.

De acordo com os documentos, a publicação de 25 de junho de 2021, no Diário Oficial do Estado, que autoriza o aumento de 8,05% nos valores das tarifas cobradas nos pedágios, acarretará em um aumento no preço de R$ 8,60 para R$ 9,30 nas praças existentes nos municípios de Sumaré e Nova Odessa, nas Rodovias Bandeirantes e Anhanguera. Os parlamentares também apontam a incompatibilidade do acréscimo com o contexto de crise gerado pela pandemia de coronavírus, e as dificuldades enfrentadas para a retomada do crescimento econômico.

Para Silvio, “o aumento dos preços afetará diretamente o orçamento de milhares de trabalhadores que necessitam trafegar pela região. Além disso, as novas tarifas causarão impacto nos custos de todos os segmentos de mercado que dependem do transporte rodoviário para viabilizar a logística operacional de seu funcionamento”, ressalta.

Já Alan e Lucas consideram que “embora seja uma prática feita anualmente nesta data, não podemos deixar de citar que enfrentamos um dos maiores desafios sanitários de todos os tempos, causado pela pandemia de covid-19. Acreditamos que seria pertinente que este reajuste fosse menor, já que a maior parte do escoamento de bens e serviços ocorre por vias terrestres”, acrescentam.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE