Edit

Vereadores autorizam Chico a entrar pro consórcio da vacina

Os vereadores da Câmara Municipal de Americana aprovaram durante a sessão ordinária realizada nesta quinta-feira (11) no Plenário Dr. Antônio Álvares Lobo o projeto de lei nº 38/2021, de autoria do Poder Executivo, que autoriza a prefeitura a aderir ao consórcio público de municípios formado com o objetivo de adquirir vacinas contra a Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos para a área da saúde.

 

O texto do projeto também prevê a abertura de um crédito de R$ 1 milhão destinado ao rateio pela participação no consórcio. Na justificativa, o Poder Executivo citou a necessidade de agilizar a vacinação da população contra a doença. “Com a missão de, caso seja necessário, adquirir imunizações complementares ao Programa Nacional de Imunizações, o consórcio visa fortalecer o Sistema Único de Saúde, na medida em que todas as doses serão obrigatoriamente ofertadas à população de forma gratuita. Quanto mais doses estiverem disponíveis, mais rapidamente os brasileiros serão vacinados”, afirmou.

 

O projeto será votado em segunda discussão na sessão extraordinária que será realizada no domingo (14), às 14h. Confira a relação dos demais projetos discutidos e votados na sessão:

 

Suspensão das sessões ordinárias e de prazos

 

Foi aprovado por unanimidade em discussão única, após ter sido incluído na pauta da Ordem do Dia em regime de urgência, o projeto de resolução nº 1/2021, de autoria da Mesa Diretora, que suspende prazos e a realização de sessões ordinárias na Câmara Municipal de Americana em razão do aumento do número de casos de Covid-19.

 

“A Câmara tem seguido todos os protocolos do Ministério da Saúde e das autoridades sanitárias desde o início da pandemia. Com o retorno da fase vermelha, adotamos o regime de revezamento em teletrabalho, fechamos o atendimento presencial ao público e agora decidimos adotar esta medida com a evolução para a fase emergencial. Estamos falando de saúde, de vidas, e precisamos garantir a segurança de vereadores, funcionários, prestadores de serviço e população”, defendeu o presidente da Casa, vereador Thiago Martins (PV).

 

Com a aprovação do projeto, a realização de sessões ordinárias fica suspensa durante a nova fase emergencial decretada pelo governo do estado de São Paulo nesta quinta-feira (11). Todos os prazos previstos no Regimento Interno da Câmara e na Lei Orgânica do Município de Americana também estão suspensos, bem como os prazos de eventuais procedimentos disciplinares e sindicâncias em andamento.

 

A Câmara poderá realizar sessões extraordinárias mediante convocação do presidente, para a discussão e votação de projetos de caráter inadiável. Neste caso, as sessões serão realizadas de forma presencial no plenário da Casa, com transmissão ao vivo pela TV Câmara e redes sociais, mas sem a presença de público para evitar aglomerações.

 

Divulgação obrigatória pelo DAE de interrupção do fornecimento de água

 

Foi aprovado por unanimidade o projeto de lei nº 2/2021, de autoria do vereador Marschelo Meche (PSL), que dispõe sobre a obrigatoriedade de o Departamento de Água e Esgoto de Americana publicar em seus canais de comunicação informações sobre fornecimento e interrupção de serviços públicos.

 

Veto rejeitado

 

Foi rejeitado com dezessete votos contrários e um favorável em discussão única o veto total apresentado pelo Poder Executivo ao projeto de lei nº 10/2021, de autoria do vereador Gualter Amado (Republicanos), que obriga a divulgação diária de lista de pessoas vacinadas contra a Covid-19 em Americana.

 

Notificação de casos confirmados de Covid-19 em escolas e instituições de ensino

 

Foi aprovado por unanimidade em redação final o projeto de lei nº 19/2021, de autoria do vereador Dr. Daniel (PDT), que obriga as instituições de ensino públicas e privadas de Americana a informar os casos confirmados de Covid-19 e de afastamentos de sintomáticos entre funcionários, docentes, alunos e prestadores de serviços.

 

O texto do projeto determina ainda que as notificações deverão serem encaminhadas às secretarias municipais de Saúde e de Educação em até 24 horas após a confirmação do diagnóstico ou do afastamento da pessoa sintomática.

 

Pública municipal dos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista

 

Foi aprovado por unanimidade em segunda discussão o projeto de lei nº 28/2021, de autoria do vereador Marschelo Meche (PSL), que dispõe sobre a política pública municipal para garantia, proteção e ampliação dos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). O projeto traça diretrizes para orientar o poder público na elaboração de políticas públicas voltadas ao atendimento dessas pessoas.

 

Contribuição patronal ao Ameriprev

 

Foi aprovado com dezesseis votos favoráveis e dois contrários em segunda discussão o projeto de lei nº 81/2020, de autoria do Poder Executivo, que fixa a alíquota de contribuição patronal a ser aplicada pelo município para os recolhimentos das contribuições previdenciárias devidas ao Instituto de Previdência Social dos Servidores Municipais de Americana – AMERIPREV, destinadas ao custeio do Regime Próprio de Previdência Social – RPPS do Município de Americana.

 

Alteração de lei

 

O projeto de lei nº 20/2021, de autoria do Poder Executivo, que altera a lei nº 5.750/2015, que disciplina implantação, gestão e utilização dos cemitérios situados no município de Americana, foi aprovado por unanimidade em segunda discussão.

 

Adiados

 

O projeto de lei nº 5/2021, de autoria do vereador Gualter Amado (Republicanos), que dispõe sobre a obrigatoriedade dos prestadores de serviços de transporte público coletivo de passageiros no município de Americana a trafegar somente com passageiros sentados, visando à prevenção de doenças altamente contagiosas, foi adiado por trinta dias a pedido do vereador autor.

 

O projeto de lei nº 21/2021, de autoria da vereadora Professora Juliana (PT), que dispõe sobre medidas de prevenção e combate à importunação sexual no sistema de transporte coletivo de passageiros no município de Americana, recebeu primeiro pedido de vista formulado pela vereadora autora.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE