Vereadora questiona usina de asfalto em Nova Odessa

A vereadora Márcia Rebeschini (PV) levou para a Câmara de Nova Odessa o questionamento feito por moradores dos bairros de chácaras Vale dos Lírios, Bosque dos Eucaliptos e Núcleo Colonial, entre outros, relativo à operação de uma usina de asfalto nas proximidades. A parlamentar encaminhou requerimento à Prefeitura e obteve a resposta.

No documento assinado em conjunto do vereador Cabo Natal (Avante), Márcia justificou que o relato dos moradores do entorno ao empreendimento é que a área, antes da instalação da usina, era classificada como Zona de Agricultura, Turismo e Lazer. Mas a partir de 2016, passou a ser classificada como Zona Industrial (ZI 12).

E após a instalação da empresa, na gestão do ex-prefeito Bill Vieira de Souza (PSDB), moradores alegam vários transtornos. “Além da poluição e contaminação de diversas classificações, como ruídos e resíduos de pó do processo da fabricação do asfalto, segundo os moradores, a usina está contaminando a represa e as nascentes próximas”, aponta Rebeschini.

A vereadora argumenta que, se isso for verdade, pode prejudicar o abastecimento do município em longo prazo. Márcia perguntou à Prefeitura sobre a regularidade da documentação da usina e que medidas podem ser adotadas em relação à poeira, areia sílica do solo, ruídos, pó do processo de fabricação do asfalto e aglomerantes, e horário de funcionamento do local.

Resposta

Em 15 de março, a vereadora obteve resposta da Administração Municipal. “Já foi solicitado à Secretaria de Obras e demais departamento competentes para verificação in loco, bem como os levantamentos técnicos dos laudos referentes ao Relatório de Impacto de Vizinhança, Relatório de Impacto Ambiental e demais relatórios”, informou a PMNO.

Sobre obra de drenagem para contenção de resíduos sólidos, outro ponto levantado pela vereadora – relativo à curva de nível e caixa de contenção para preservação das nascentes –, seria a agência ambiental Cetesb responsável pela análise e aprovação do projeto. “A Prefeitura recebe o laudo de drenagem já aprovado”, comunicou.

E com relação à documentação, a Prefeitura de Nova Odessa informou à vereadora que houve aprovação de projeto, de AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), Habite-se e autorização da Cetesb. “Estamos levantando essa questão, que é de interesse público”, acrescenta Rebeschini. “Vamos acompanhar até o final de todo o processo”, conclui.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE