Vereador questiona Cetesb por mau cheiro em Sumaré

O mau cheiro sentido por moradores de diversas regiões da cidade de Sumaré fez o vereador Dr. Sérgio Rosa (PDT) cobrar explicações da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), agência do Governo do Estado responsável pelo controle, fiscalização, monitoramento e licenciamento de atividades geradoras de poluição. A cobrança veio por meio da moção de apelo apresentada pelo parlamentar e aprovada por 16 votos durante a sessão ordinária desta terça-feira (7). No documento, Dr. Sérgio afirma que ???têm chegado inúmeras reclamações ao gabinete sobre a existência de um mau cheiro insuportável nas diversas regiões da nossa cidade, o qual precisa ser identificado tanto a origem como o responsável por tal ocorrência???. O vereador solicita que os responsáveis sejam imediatamente notificados e punidos. ???Considerando que não se sabe o que está ocasionando o mau cheiro reclamado, é necessário que sejam tomadas medidas urgentes, pois, além de desagradável o odor, indagamos: quais os riscos, sintomas e doenças ocasionadas pela inalação desse ar contaminado por esse período de tempo????, questiona o vereador. A moção ressalta que a alta exposição e inalação desses odores concentrados de poluidores podem ocasionar sérias doenças respiratórias, incluindo queda de pressão arterial, tontura e perda de consciência. ???Os efeitos sobre o sistema nervoso central, tais como dores de cabeça, convulsões e tremores, podem ocorrer. A vítima pode experimentar visão turva e sensibilidade à luz, bem como irritação ocular grave. Tudo isso em razão de estar recebendo e respirando um ar com baixa taxa de oxigênio. Podendo também experimentar membranas inflamadas dos olhos, tosse e problemas nasais, além de dores de cabeça???, aponta.
O vereador finaliza o documento solicitando que a cópia seja encaminhada para conhecimento da Promotoria de Meio Ambiente.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE