Vereador quer frente anti maconha na RMC

O vereador Nelson Hossri (Podemos) protocolou moção de apelo ao STF (Supremo Tribunal Federal) e enviou para todas as câmaras municipais da RMC (Região Metropolitana de Campinas), pedindo apoio na luta contra a descriminalização e uso pessoal da maconha. O documento já contou com aprovação do vereador Décio Marmirolli (PSB), de Sumaré, que esteve em Campinas e assinou o pedido ao lado de Hossri.
A moção de apelo que será enviada ao STF, caso aprovada pelo plenário da Câmara, explica os motivos que deveriam ser considerados para impedir a descriminalização do consumo da droga. Entre eles, o vereador destaca que a maconha é altamente perturbadora do sistema nervoso central e causadora de sintomas como perda de memória e alterações hormonais, além de psicose aguda, surtos esquizofrênicos e alucinações.
???Não podemos aceitar que a dificuldade em combater uma modalidade criminosa prevaleça como um campo fértil para não punir determinadas condutas. Vale lembrar que até mesmo drogas lícitas, como o cigarro, continuam registrando altos índices de contrabando???, destacou Nelson.
O documento foi enviado aos presidentes das Câmaras da RMC para que sirva de modelo e seja encaminhado ao STF, assim como já será feito em Sumaré. ???Essa é uma causa importante e que merece a união dos vereadores da RMC para evitarmos a descriminalização do uso de uma droga que provoca tantos transtornos até para a família dos usuários???, afirmou Décio Marmirolli.
Nelson Hossri, liderou a campanha contra a legalização do uso recreativo da maconha em 2007 com uma passeata denominada ???Pela Vida???. “Não conheço um pai ou uma mãe feliz por saber que o filho usa maconha”, reforçou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE