Vereador fiscaliza HM e pede mais vacina

O vereador Gualter Amado (Republicanos) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que pede informações ao Poder Executivo sobre o atendimento de pacientes de Covid-19 no Hospital Municipal “Dr. Waldemar Tebaldi”.

Wellington Rezende (Patriotas) também foi ao HM e gravou um vídeo falando estar decepcionado com a empresa que presta serviço no local, em especial no atendimento aos casos de Covid 19.

Gualter afirma ter recebido denúncias de falta de médicos da empresa contratada para fornecimento de profissionais para atendimento aos casos de Covid-19. A prefeitura rescindiu o contrato com a empresa após o incidente. “Tendo em vista a destinação de recursos federais para enfrentamento do coronavírus e a mobilização de diversos setores para esse fim, é inadmissível a falta de planejamento e estrutura que vemos ao ponto de chegar a essa situação aos funcionários e pacientes. Queremos investigar esse processo licitatório para que as pessoas sejam responsabilizadas devidamente no que for comprovado”, aponta.

T Martins quer vacina aos sábados

O vereador Thiago Martins (PV) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que questiona o Poder Executivo sobre a possibilidade de fornecimento da vacina contra a gripe também aos sábados.

No documento, o parlamentar destaca ter recebido diversos pedidos de pessoas que querem tomar a vacina, mas são impossibilitados pelo horário de funcionamento da campanha. “A população questiona pois o horário restrito da campanha de vacinação, de segunda a sexta das 08h às 16h, acaba conflitando com o horário comercial e de trabalho para a maioria dos americanenses”, aponta.

Martins lembra que a vacina é um importante meio de prevenção e, caso seja oferecida também aos sábados, poderá imunizar mais pessoas. “A vacina oferece proteção contra os vírus da Influenza A (H1N1) e Influenza A (H3N2) e Influenza B. A campanha que começou em março já vacinou mais de 80 mil pessoas, no entanto alguns dos grupos prioritários ainda continuam muito abaixo da meta estabelecida pelo governo estadual”, acrescenta.

No requerimento, o vereador pede informações sobre a quantidade de profissionais que atuam na campanha de vacinação, se a secretaria de Saúde teria funcionários disponíveis para a aplicação da vacina aos sábados, qual seria o custo para a prefeitura desta ação e quais providências a secretaria de Saúde pretende adotar para alcançar a meta estabelecida pelo governo estadual caso a campanha de vacinação não seja efetuada aos sábados.

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores na primeira sessão ordinária após o recesso parlamentar, que acontece em 06 de agosto.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE