Vereador do Rio visita NO para conhecer gestão do saneamento

O vereador Fabio Simões, de Rio das Ostras, no litoral norte do Rio de Janeiro, esteve em Nova Odessa para conhecer a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Quilombo e entender como o município processa seus resíduos, trata 100% do esgoto coletado e leva água tratada a quase todos os domicílios com um dos menores gastos por habitante do país.
“O prefeito Bill está fazendo uma gestão moderna e muito eficiente. Nova Odessa tem 60 mil habitantes e orçamento de R$ 180 milhões, trata 100% do esgoto e tem água encanada praticamente na cidade inteira, enquanto Rio das Ostras tem mais de 140 mil habitantes, R$ 800 milhões no caixa todos os anos e não consegue. Viemos aprender como fazer e com menos recursos, afirmou o vereador, que é médico por formação.
O prefeito Bill agradeceu ao parlamentar por ter escolhido Nova Odessa como modelo e colocou a equipe técnica do município à disposição para eventual cooperação técnica. “O vereador Fabio está de parabéns. Quando era vereador, eu também visitava outras cidades para conhecer iniciativas de sucesso. Para nós, é um grande privilégio poder contribuir para o avanço de outras gestões na questão do saneamento, que contribui muito para o equilíbrio ambiental e a saúde da população”, disse Bill.
Dr. Fabio, como é conhecido na cidade litorânea fluminense, visitou a estação na companhia do prefeito Bill, que é presidente do Consimares, do Consórcio PCJ (Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) e embaixador da ISWA (Associação Internacional de Resíduos Sólidos) no Brasil; o diretor-presidente da Coden (empresa responsável pelos serviços de água, esgoto e manejo de resíduos sólidos no município), Ricardo Ongaro; o superintendente do Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos), Valdemir Ravagnani, o “Mimo”; e do diretor-presidente da Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), Carlos Roberto Vieira da Silva Filho, que intermediou o encontro.
De acordo com o presidente da Abrelpe, que representa a ISWA no país, a visita faz parte do programa de intercâmbio da entidade, que busca compartilhar iniciativas de sucesso entre as cidades brasileiras. “Em outubro, o prefeito Bill foi nomeado embaixador brasileiro da iniciativa de prefeitos na gestão de resíduos sólidos, durante congresso mundial realizado na Espanha. A partir dessa nomeação, ele demonstrou todos os avanços na gestão de resíduos sólidos em Nova Odessa e na área de atuação do Consimares. Essas ações chamaram a atenção do vereador Fabio, que quis conhecer as iniciativas para poder analisar o que é possível levar para Rio das Ostras”, esclareceu Silva Filho.
Durante a visita, ele acompanhou todo processo de tratamento de efluentes e conheceu a Usina de Compostagem de Lodo, que foi inaugurada em agosto e funciona em fase de testes transformando o lodo de esgoto – resíduo sólido gerado no processo de tratamento – em fertilizante orgânico. Quando estiver registrado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o adubo será usado em parques, jardins e praças e permitirá ao município a economia de R$ 600 mil por ano com a destinação do resíduo a um aterro particular.
“Temos realizado um trabalho intenso de suporte, cooperação técnica e fomento de iniciativas que ajudem os municípios consorciados [Capivari, Elias Fausto, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Santa Bárbara d´Oeste e Sumaré] a se adequarem à Política Nacional de Resíduos Sólidos [lei federal 12.305/2010]. Saber que nosso trabalho está tendo repercussão nacional é muito gratificante”, afirmou Mimo.
A eficiência da gestão novaodessense no tratamento de resíduos tem atraído uma legião de interessados em replicar o modelo. Só nos últimos três meses, o município recebeu três grupos. No mês passado, prefeitos, vereadores, representantes de empresas e pesquisadores de 12 cidades estiveram na ETE para conhecer o sistema de produção de adubo a partir do esgoto. Em setembro, foi a vez do chefe da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste), Nelson Vieira, interessado na tecnologia de tratamento de utilizada no município, que permite que o processo ocorra em espaço reduzido, com grande volume, altíssima eficiência e quase nenhum cheiro.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE