Ver. quer Rede de Vigilância para Prevenção e Combate ao Suicídio

cNa última semana, Celso recebeu um e-mail do coordenador nacional de Expansão, João Régis da Silva, ambos do CVV (Centro de Valorização da Vida), se colocando a disposição para montar uma unidade em Nova Odessa e, em seu gabinete, recebeu a visita da voluntária do CVV há mais de 20 anos, Silvana Calheiro, que explicou ao parlamentar como funciona o trabalho dos voluntários, como é o treinamento, e ouviu a sua proposta.

 Ao todo, Americana realiza cerca de 380 atendimentos por mês, e a pessoa tem a garantia do sigilo absoluto, e diferente do que muitos pensam, não são passados conselhos a quem busca ajuda, e sim uma proposta de vida através de saber lidar com a situação em cada momento e ligação específica. Para fazer parte do CVV Americana, é só entrar em contato no mesmo telefone do atendimento, que é o  3406-4111 ou pelo e-mail [email protected] .
Celso fez o requerimento após ler a matéria do Jornal O Liberal que trouxe uma estatística de suicídio na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Em Nova Odessa foram registrados 4 casos no ano de 2015 e 8 casos em 2014, sendo que a morte por suicido está entre as três principais causas de morte de adolescentes e jovens. O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora no Brasil, sendo que no mesmo período outras três pessoas tentam se matar sem sucesso.
A proposta da rede é interligar profissionais da saúde, assistentes sociais, psicólogos e ONGs (Organização Não Governamental) para pessoas que sofrem e não suportam a sua dor interna. A Rede de Vigilância deve ser constituída basicamente por dois níveis de articulação das ações, sendo o primeiro nível ligado a área da saúde, formado por profissionais de vigilância epidemiológica, serviços de urgência, de saúde mental e da atenção primária, que vão construir juntos o plano de cuidado para cada caso. O segundo nível abrange integrantes de outros setores, públicos ou não, que vão definir e aplicar medidas de apoio às pessoas em situação de vulnerabilidade e suas famílias.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE