Ver. propõe criação de ‘Cidade com Grama’

O vereador Odair Dias (PV) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um projeto de lei em que propõe a criação do programa ???Cidade com Grama???, visando implementar e manter o plantio de grama nos lotes urbanos não construídos.
 De acordo com o parlamentar, o objetivo é buscar a solução para o problema dos terrenos em que não há construção e que acumulam mato alto, lixo e entulho, obrigando o plantio de grama. Segundo Odair, a legislação atual determina a limpeza dos lotes e estipula multa em caso de descumprimento, mas muitos proprietários ainda não obedecem a lei. O plantio de grama seria uma alternativa para facilitar a manutenção dos terrenos. ???Constantemente recebemos reclamações de moradores referentes ao abandono dos terrenos. Os lotes urbanos que não contam com construção criam um ambiente perfeito para a propagação de animais peçonhentos e vetores de doenças, como o mosquito Aedes aegypti. Sabemos que a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos está notificando os proprietários mas as notificações e multas aplicadas não estão resolvendo, pois os terrenos continuam sujos???, explica. ???Acreditamos que a aprovação da propositura, obrigando o plantio de grama nos lotes urbanos não construídos, facilitará a manutenção e a limpeza desses imóveis, evitando que pessoas façam o descarte de lixo e entulho em imóveis bem cuidados???, defende o autor. Na propositura, Odair estabelece que o plantio e a manutenção de grama são obrigatórios nos lotes urbanos, sendo exigido de cada lote uma proporção de pelo menos 20% do terreno no primeiro ano da aprovação da lei, 60% no segundo ano e 100% após três anos de promulgação. A lei exclui imóveis dotados de hortas ou plantio de culturas de pequena escala, árvores nativas ou frutíferas em toda sua extensão ou que tiverem o alvará de construção já expedido. O projeto estipula ainda multa de 0,1 UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo) por metro quadrado ??? o equivalente a R$ 2,35 ??? em caso de descumprimento. O projeto de lei será encaminhado às comissões pertinentes e, não havendo impedimento legal para sua tramitação, será discutido e votado pelos vereadores em plenário, durante sessão ordinária. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE