Veja dicas para minimizar desconforto dos pets em viagens

De 10% a 25% dos cães apresentam desconforto durante as viagens de carro, hábito muito comum entre as famílias nessa época de férias e de festas de final de ano. Respiração ofegante, salivação excessiva, tremores e vômitos são algumas das principais reações negativas, demonstradas pelos pets durante o trajeto.

No dia da viagem, forneça uma alimentação leve e não restrinja a água. O veículo deve ser ventilado. ???As paradas para as necessidades fisiológicas e pequenas caminhadas devem acontecer de duas em duas horas???, disse a médica veterinária Priscila Brabec
Ainda segundo Priscila, reduzir os níveis de estresse vai, na maioria das vezes, ajudar a controlar os sintomas de ansiedade durante o trajeto, caracterizada por tremores, vômitos, latidos, choro, ganidos, urina, fezes, tentativa de fuga, agitação e respiração ofegante. O enjoo também é uma sintoma de desconforto do animal durante o transporte. ????? necessário ficar atento às diversas reações???, ressaltou. 
Nunca deixe o cão sozinho no carro! ?? importantíssimo buscar meios em que o animal sinta-se seguro e ao mesmo tempo confortável. Para os proprietários que não utilizam caixa de transporte, item que pode, além de zelar pela segurança, aumentar a confiança do cão, é necessária a utilização de uma guia fixada no cinto de segurança do carro, junto ao peitoral do cão, ajustada de maneira que contenha o animal. ???A guia permite que o cão deite no banco, mas impede que ele se movimente dentro do veículo durante o trajeto???.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE