Veja como economizar ao enviar dinheiro para o exterior

As fintechs, empresas de tecnologia especializadas em serviços financeiros, aparecem como alternativas aos elevados custos do mercado tradicional, sendo que as empresas de remessa têm se mostrado opções mais econômicas de enviar dinheiro para o exterior. Comparando-se os serviços, é possível verificar grande economia.

Uma das formas mais comuns de se enviar dinheiro para o exterior é procurando um banco tradicional e fazendo uma transferência por ordem de pagamento. Não há valor mínimo para a operação e o dinheiro fica disponível no mesmo dia, mas o custo é bastante elevado. Os bancos cobram taxas tanto para remeter o dinheiro quanto para receber o valor. Ou seja: a operação é taxada duas vezes.

Além disso, são cobradas as despesas para uso da SWIFT – Sociedade para Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais -, que não são fixas e podem causar uma surpresa desagradável no momento do saque. Outras despesas de intermediação ainda podem incidir sobre a transferência por ordem de pagamento, além do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) que é de 0,38% para transferência entre pessoas diferentes e de 1,1% para contas do mesmo CPF.

Fintechs cobram menos

Já empresas de remessa operam com custos bem mais baixos. A Remessa Online é uma dessas fintechs que tornam a operação financeira mais vantajosa. Com custo fixo de 1,3% sobre o valor a ser remetido, a empresa tem uma das menores taxas do mercado. Além da taxa, sobre sua operação incide apenas o IOF de 0,38%. Como usa o câmbio comercial, a operação fica bem mais interessante. O dinheiro fica disponível para quem vai receber em até um dia útil, o que dá uma espera de até dois dias corridos, mas a economia vale a pena.

A TransferWise é outra opção de fintech com baixo custo de envio de dinheiro para o exterior. A operação pode ser até oito vezes mais barata do que enviar o dinheiro por um banco tradicional. O custo do serviço é um pouco mais alto do que o da Remessa Online: 2,42% e há uma taxa fixa de R$ 7. A TransferWise também opera com cotação comercial e sobre suas transações há incidência de IOF, por razões legais.

Remessa Online ou TransferWise?

Mas qual é a opção mais vantajosa entre Remessa Online e TransferWise? Vamos às comparações.

Ambas operam com câmbio comercial e tem taxas baixas, mas, como já vimos, a Remessa Online ainda tem custo fixo menor.

Enquanto a transferência ocorre em um dia útil na Remessa Online, a operação pode demorar até dois dias úteis na TransferWise.

A Remessa Online tem limite de envio mais alto do que o da TransferWise. Enquanto a primeira permite transferência de até R$ 37,5 mil por dia e até R$ 75 mil por ano, a segunda trabalha com R$ 9 mil por mês via boleto, R$ 30 mil mensais por TED e até R$ 50 mil por ano, sem enviar dados de imposto de renda.

A Remessa Online também ganha vantagem no quesito diversidade de transferências disponíveis, pois permite que o envio seja feito para pagamento de serviços e empresas. A TransferWise não faz esse tipo de operação.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE