Vander Batistella vira cidadão americanense

A Câmara Municipal de Americana realizou na terça-feira (20) sessão solene para a entrega do título de cidadão americanense ao senhor Vander Favarin Batistella, pelos relevantes serviços prestados ao município. A homenagem foi motivada por projeto de decreto legislativo de autoria do vereador Thiago Brochi (PSDB).

Participaram da solenidade os vereadores Rafael Macris (PSDB) e Thiago Brochi e o vice prefeito de Americana, Roger Willians (PSDB), além de convidados, amigos e familiares do homenageado. Durante o uso da palavra, o autor da propositura destacou o exemplo de vida do homenageado. ???Conheci o Vander há 25 anos quando deu aula pra mim como professor substituto de Educação Física. Depois de algum tempo voltei a encontrá-lo e conheci o trabalho da Escola de Goleiros, um trabalho que ele desenvolve com nossas crianças e sou testemunha da garra, da dedicação e do compromisso que ele tem com a cidade. O Vander não tem medo de desafios, os enfrenta com sabedoria. Hoje a escola é conhecida no Brasil e por jogadores profissionais que vem até Americana conhecer esse trabalho. Parabéns???, discursou Brochi.
Rafael Macris enalteceu a importância do novo cidadão americanense. ???O Vander realiza um trabalho que atinge uma grande quantidade de jovens que tiveram sua vida transformada através do esporte, e isso sem dúvida é importantíssimo. ?? bacana saber que ele conseguir unir sua profissão com um projeto social de extrema importância e que é referência no país???, destacou. ???O Vander só plantou coisas boas e hoje está recebendo a honraria máxima que o poder legislativo de Americana pode conceder. Agora ele passa a ter o mesmo significado de quem nasceu na cidade, passa a ser um cidadão americanense??? disse Roger Willians.
Ao final da cerimônia, o homenageado agradeceu a todos pela honraria. ???Agradeço aos vereadores, em especial ao Thiago Brochi, pela homenagem. Agradeço também à minha família e a Deus que tem me guardado e meu sustentado. ?? um orgulho receber esse título porque gosto demais de Americana. Quando minha carreira com atleta se encerrou tracei outro plano e quis montar um projeto diferente, onde tivesse a chance de ajudar crianças, e ele marcou minha vida e tomou uma dimensão que nem eu esperava. A escola não é do Vander, é de Americana, eu apenas lidero um projeto com objetivos bem traçados: a educação e a formação fazendo diferença na vida de cada criança???, finalizou Vander.
BiografiaVander Favarin Batistella nasceu em São João do Pau D???Alho, interior de São Paulo, em 21 de setembro de 1973.  Filho de Wanderley e Leonice, irmão de Wanda. Casado com Andrea Ferraz de Campos Batistella. Pai de Nathan e Filipe.
Desde cedo já se encantou pelo futebol, começando aos 6 anos. Dedicado, obteve destaque em sua cidade natal, recebendo assim um convite para fazer avaliação no Guarani de Campinas. Aprovado, mudou-se para Americana em 1987. Morou na casa de tios para poder treinar e jogar. Estudou na Escola Estadual Professora Dilecta Ceneviva Martinelli, no bairro Cidade Jardim, enquanto jogava em Campinas, ficando no Guarani até 1988.
No futebol, teve passagem pelo Bragantino em 1989 e XV de Piracicaba em 1991, clube em que se profissionalizou. Conciliou a profissão com o curso de Educação Física, formando-se pela Universidade Metodista de Piracicaba. Aos 22 anos, em 1994, encerrou a carreira como atleta profissional, e no ano seguinte começou a carreira como preparador de goleiros, ainda no XV de Piracicaba, nas categorias de base.
Teve passagem pela Portuguesa de Desportos em 1996, retornando a Americana em 1997. Aqui, treinou os goleiros do Rio Branco, tanto na base como no profissional, até 2009.
Retornou ao Guarani como preparador de goleiros da equipe profissional, onde ficou até 2013. Como membro da comissão técnica, foi vice-campeão brasileiro da série B em 2009, e vice-campeão paulista da série A em 2012. Foi na passagem que teve pelo Rio Branco que surgiu o desejo da criação de um projeto social que beneficiasse crianças sem condições de pagar uma escola de futebol. Então, em parceria com a Prefeitura de Americana, através da Secretaria de Esportes, a Primeira Escola de Goleiros do Brasil foi fundada em novembro de 2005.
Nestes 12 anos, a Escola de Goleiros já atendeu milhares de crianças e adolescentes, de 07 a 18 anos, com aulas gratuitas. O projeto tem parceria com empresas da iniciativa privada, conta com cinco professores e envolve ainda os pais no acompanhamento das atividades. Atualmente, a Escola de Goleiros é tida como referência no Brasil, não só com a formação de atletas, mas também com a formação de homens de caráter.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE