Validação de cadastros de auxílio atinge 61,34% em Nova Odessa

A Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Diretoria de Promoção Social, efetuou até esta quarta-feira (7) a validação de 1.006 cadastros de famílias novaodessenses automaticamente contempladas pelo Programa NOS (Nova Odessa Solidária). O número representa 61,34% do total de 1.640 famílias que serão assistidas pelo programa municipal de transferência de renda.

O atendimento foi prorrogado e prossegue de segunda a sexta-feira, das 8h às 13, até o próximo dia 16 de abril, na sede da Promoção Social, que fica localizada na Rua Anchieta, nº 130, no Centro. O telefone para dúvidas é o (19) 3476-1358. Os titulares das famílias beneficiadas pela renda emergencial municipal devem levar documentos pessoais (CPF e RG ou CNH) e comprovante de endereço recente em Nova Odessa.

Idealizador do “Nova Odessa Solidária”, o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, afirmou que o objetivo do programa é atender, neste pior momento da pandemia do novo coronavírus, as famílias que se encontram em situação de grande vulnerabilidade social e alimentar. Ele destacou que a Diretoria de Promoção Social “vem se desdobrando” para que todas as famílias que tenham direito possam validar a sua inclusão no auxílio.

“Não queremos deixar ninguém de fora, por isso assinei na última segunda-feira (5) um decreto prorrogando o prazo de validação. Com um prazo maior, as famílias incluídas no ‘Nova Odessa Solidária’ devem procurar nossa equipe de Promoção Social para confirmar suas informações e, assim, poder receber seu auxílio municipal. Não vamos deixar ninguém pra trás”, afirmou o prefeito Leitinho.

O chefe do Executivo adiantou ainda que o pagamento inicial desse primeiro grupo de famílias beneficiadas deve começar ainda na primeira quinzena de abril. As famílias devem ser divididas em grupos de 80 por dia, por ordem alfabética do primeiro nome, e devem receber o auxílio municipal em cheque, que deverá ser descontado nas agências dos dois bancos oficiais presentes na cidade – Banco do Brasil e Caixa.

Tudo pensado para evitar filas e aglomerações neste momento crítico da pandemia de Covid-19. O atendimento presencial segue um rígido protocolo sanitário e de distanciamento social, para evitar aglomerações e minimizar o risco de contágio da Covid-19. Os titulares devem levar documentos pessoais (CPF e RG ou CNH) e comprovante de endereço recente na cidade.

Programa NOS

Foram incluídos automaticamente no NOS os titulares das 1.640 famílias carentes da cidade, sendo 1.166 que receberam o Bolsa Família em fevereiro deste ano e as 474 famílias que receberam cestas básicas no Clube da Melhor Idade em janeiro e fevereiro deste ano (mas que não recebem o Bolsa Família).

A Promoção Social fez o cruzamento de informações e dados familiares, a fim de evitar o recebimento de mais de um benefício pela mesma família. O objetivo é garantir a segurança alimentar das crianças das famílias mais vulneráveis aos problemas econômicos e sociais causados pela fase mais aguda da pandemia de Covid-19 até agora.

O investimento da gestão municipal no programa será de cerca de R$ 1 milhão, oriundo do trabalho de renegociação e repactuação de contratos com fornecedores de serviços à Prefeitura deflagrado em janeiro deste ano.

Os valores que eventualmente não tenham sido utilizados pelas famílias dentro de 180 dias (seis meses) a partir do pagamento da primeira parcela voltará automaticamente para os cofres públicos municipais, onde terá outra destinação na mesma área – inclusão social e segurança alimentar.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE