Unidade Respiratória de Nova Odessa recebe melhorias

Atendendo a uma das primeiras determinações do prefeito Cláudio José Schooder, Leitinho (PSD), a Unidade Respiratória do Jardim Alvorada, que concentra o atendimento de pacientes com sintomas respiratórios na Rede Municipal de Saúde de Nova Odessa, ganha já nos próximos dias mais quatro leitos de cuidados urgentes (multiplicando por três o total deste tipo de leito), além de diversas melhorias na infraestrutura de atendimento. Esta ampliação não traz gastos à Municipalidade, pois está sendo realizada com equipes próprias e materiais dos estoques da Prefeitura.

Já no primeiro dia de trabalho à frente da gestão municipal, em 1º de janeiro, Leitinho determinou à Secretaria Municipal de Saúde a realização de uma força-tarefa para viabilizar a ampliação da capacidade de atendimento da UR, levando-se em conta o recente aumento de casos de Covid-19 previsto desde as festas de final de ano, e já confirmado na prática.

Com isso, uma equipe da Saúde, em conjunto com as secretarias de Obras, Projetos e Planejamento Urbano e de Governo, se mobilizaram e a obra foi iniciada nesta semana. Está sendo feita no local uma pequena reforma para a adaptação de duas salas maiores que eram utilizadas para atividades internas da equipe que trabalho na UR. Segundo a Saúde, “assim será possível acomodar melhor os pacientes em situação de emergência”.

“Antes, eram apenas seis leitos na internação da UR, sendo dois na urgência e quatro de observação, na parte interna. Com esta ampliação, serão criados mais quatro leitos de urgência, chegando a seis, além de uma melhor estrutura de atendimento. Estamos ganhando um suporte maior nos casos graves”, comentou o prefeito Leitinho, que vistoriou pessoalmente as dependências da Unidade Respiratória recentemente.

Segundo a Secretaria de Saúde, a demanda de pacientes na UR tem aumentado consideravelmente nos últimos dias. No dia 1º de janeiro, por exemplo, foram realizados 35 atendimentos, e quatro pacientes tiveram de ser internados. No dia 03/01, foram 57 atendimentos, com cinco internados. “A partir do dia 04/01, a demanda começou a subir e não caiu mais. Na última terça-feira, dia 12/01, chegamos a 117 atendimentos, 12 internos e dois pacientes entubados”, explicou o secretário municipal de Saúde, Dr Nivaldo Luís Rodrigues.

NO HMNO

Outra possibilidade em estudo pelo Núcleo Interno de Planejamento e Combate ao Coronavírus – criado no último dia 1º de janeiro também com esta finalidade e gerido pelo secretário – e pela Secretaria de Saúde é utilizar uma área no Hospital e Maternidade Municipal Dr Acilio Carreon Garcia, que fica isolada do restante do prédio, para a criação imediata de até oito novos leitos para a internação de pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19. A área escolhida conta inclusive com entrada exclusiva e já conta com toda a infraestrutura para a internação.

“Neste espaço, os quartos já têm uma boa estrutura de atendimento a atenção. Com isso, os pacientes seriam atendidos na Unidade Respiratória, ficariam em observação e, se necessário internar, viriam para esse novo espaço, mantendo total isolamento dos outros pacientes internados no Hospital. São medidas necessárias para dar conta do atendimento crescente da Covid-19. Porém, eu insisto que o melhor é a prevenção: as pessoas devem manter os cuidados, com uso de máscaras, higienização com álcool a 70% e mantendo o distanciamento social”, completou o secretário Nivaldo Luís Rodrigues.

“Além de todo o reforço na nossa capacidade de atendimento, as pessoas precisam se prevenir. A Covid-19 continua contaminando e matando, principalmente as pessoas mais velhas. Estamos fazendo todo o possível para salvar vidas, e todo munícipe deve fazer também a sua parte, se prevenindo”, finalizou o prefeito novaodessense.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE