Unicamp vê pico da Covid-19 nas próximas semanas

Uma equipe de pesquisadores do Departamento de Estatística da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) monitora a evolução do vírus para todo o interior de São Paulo e em especial na região metropolitana de Campinas. A escalada deve acontecer aos reflexos das primeiras medidas de flexibilização de isolamento social e pela mudança do clima – o inverno começa no dia 20 de junho, e nesta estação o ar fica mais seco, sobrecarregando os hospitais com problemas respiratórios.

“Não se sabe como o vírus vai se comportar no inverno do Brasil. O que sabemos é que se não tivesse acontecendo nada, não estivéssemos em uma pandemia, os leitos já estariam comprometidos, porque é assim todo junho”, diz o coordenador do departamento, o professor Benilton de Sá Carvalho.

“Na região de Campinas, as estimativas que temos neste momento é que o pico venha para o fim do mês, começo de junho”, acrescenta o coordenador.

O médico diz que estão trabalhando em possíveis picos no Interior. “O que me assusta nisso é que estaremos em uma fase em que o número de casos e o número de óbitos estão subindo de uma maneira acelerada”, informa Carvalho.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE