Têxteis debatem questões do setor

Representantes dos trabalhadores e dos empregadores do setor têxtil se reuniram em São Paulo na sexta-feira (dia 17) para discutir e debater o momento vivido pelas empresas e empregados. A reunião aconteceu na sede do Sinditêxtil  (Sindicato Patronal de São Paulo). De Americana, além do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Antonio  Martins, também esteve presente o presidente do Sinditec (Sindicato Patronal), Dilézio Ciamaro. 
Os economistas do Sinditêxtil  apresentaram gráficos demonstrativos da produção e geração de empregos do setor, comparando 2018 com o ano passado. De forma geral, a estimativa de crescimento de produção não ocorreu, as importações cresceram de forma moderada em virtude do aumento do dólar e os empregos se mantiveram estabilizados. Também foi debatida a reforma trabalhista. Neste sentido, a opinião geral foi que ela não impulsionou a geração de empregos.  No entendimento dos participantes do encontro, ???temos mais de 13 milhões de desempregados. Uma lei, seja ela boa ou ruim, não é capaz de gerar empregos. O que gera empregos é crescimento econômico, o que não ocorre no Brasil???.Para o presidente dos Têxteis de Americana, Antonio Martins, o governo usou a geração de empregos como ???mel para iludir a população quando apresentou a reforma trabalhista. De concreto, a única coisa que a reforma fez foi a precarização dos trabalhadores e a desorganização do movimento sindical???.Representantes dos trabalhadores e sindicatos patronais pretendem agilizar as negociações para a renovação da Convenção Coletiva. A data-base da categoria é 1º de novembro e foi assumido o compromisso de que a Convenção seja fechada até o final da primeira quinzena de novembro, ao contrário do que tem ocorrido em anos anteriores, com as negociações se arrastando até dezembro ou janeiro.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE