Turma vai pra rua contra ‘humofobia’

da BBC.BR- Diante do aumento nas restrições ao fumo no Chile, um grupo de pessoas criou no país o movimento “Fumadores Furiosos” (FF, ou fumantes furiosos, em português), que diz defender a “liberdade” dos consumidores de cigarros. A iniciativa do chamado FF alimenta discussões nas redes sociais no momento em que o Congresso chileno debate mudanças em uma lei antifumo em vigor desde 2013. 
As mudanças podem ampliar o número de locais onde é proibido fumar: de lugares fechados, como é hoje, para todas as áreas ao ar livre, como praias e praças.Nesses locais, só seria permitido fumar caso passem a existir espaços “demarcados” para os fumantes, explicam assessores do senador Guido Girardi, um dos autores da medida.
“Não serão fumódromos, mas áreas demarcadas que indiquem onde a pessoa pode fumar. Queremos proteger as crianças do fumo. E não queremos que tenham o mau exemplo dos que fumam”, disse um assessor de imprensa do senador. As alterações foram aprovadas na semana passada no Senado chileno e agora dependem de ratificação dos deputados para entrar em vigor.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE