Três lugares para curtir o inverno em SP

O mês de junho é geralmente o mais frio do ano em muitas regiões brasileiras, principalmente no Sudeste e no Sul. O inverno costuma propiciar alguns dias gelados, que chegam a marcas que beiram o zero. Em São Paulo, no ano passado, essa foi a temperatura registrada na Capela do Socorro, bairro da zona sul da cidade. Apesar disso, a maior parte deste período é caracterizada por dias não tão gelados assim. A média é de 21 ºC, clima que permite aproveitar o frio sem tanto sofrimento. Por isso, esse é o período em que as pessoas procuram passagens aéreas para locais que ofereçam conforto, lazer e atividades que, claro, ajudem a curtir o inverno. O estado de São Paulo é repleto de destinos conhecidos para turistas interessados em usufruir do frio, como Campos do Jordão e São Francisco Xavier, além de outros menos explorados, como Paranapiacaba, Americana e Holambra. Alguns estados próximos, porém, também oferecem locais semelhantes, muitas vezes mais baratos, com atrações típicas e menos lotados do que as famosas cidades do interior paulista. Por isso, Novo Momento listou três delas: Morretes ??? CuritibaLocalizada na Serra do Mar entre Curitiba e Paranaguá, no Paraná, a pequena cidade de Morretes é famosa por seu prato típico: o barreado. Originalmente uma iguaria portuguesa, a receita foi modificada ao longo da história por italianos e por índios da região. Hoje, a cidade vive em torno do preparo do prato. Por sua posição geográfica, Morretes é tão ou mais fria que Curitiba, uma das capitais mais frias do Brasil. O clima não passa dos 21 °C, mas há registros de dias com até 8 °C. O caminho é geralmente feito a partir da capital paranaense, onde há duas formas interessantes de chegar: por trem ??? uma viagem de cinco horas ??? ou por carro, pela Estrada da Graciosa, uma das mais bonitas do país. Além do barreado e do charme da estação de trem e da estrada, Morretes é também um destino histórico: fundada em 1721, ela só se tornou cidade em 1841, quando já era rota dos aventureiros paulistas em busca de ouro, o que fez com que progredisse economicamente e abrigasse a construção de grandes casarões, até hoje intactos. Petrópolis ??? Rio de JaneiroSede do palácio imperial brasileiro durante o período de D. Pedro II, a cidade localizada na Serra Fluminense (70 km da capital) é repleta de reconhecimentos distintos: é a sexta cidade mais segura do país, a mais populosa da região serrana e possui o maior IDH do Rio. Por tudo isso, foi morada de presidentes brasileiros desde Prudente de Morais até Getúlio Vargas, quando a capital nacional ainda era o Rio de Janeiro. Hoje, Petrópolis atrai turistas não apenas pelas construções imperiais, mas também pelo clima frio: em junho, a temperatura mínima é de 9 °C e a máxima não passa dos 23 °C, com uma sensação diminuída pelo chuvisco constante. Foi justamente a temperatura que atraiu a família imperial brasileira para a região ??? era semelhante à da Europa. Durante o inverno são organizados alguns eventos na cidade, como o Bauernfest, de origem alemã. As visitações mais buscadas, no entanto, são o Museu Imperial, o Palácio Quitandinha e o Teatro D. Pedro.
Poços de Caldas ??? Minas GeraisCom mínimas de 7 ºC, a cidade encravada na Serra de São Domingos, em Minas, é mais frequentada por paulistas e fluminenses não apenas pela proximidade ??? há diversas promoções de passagens aéreas ???, mas também pelos atrativos que oferece. ????? uma cidade preparada para receber as pessoas que querem aproveitar o frio???, conta a artista plástica Katia Souza, de São Paulo. Poços possui uma ampla rede de cafés e restaurantes para se esquentar, além de atrações mais românticas, como a Fonte Luminosa, a Fonte dos Desejos e a Fonte dos Amores. Nos últimos anos, a cidade se destacou também por ser rota de eventos literários e musicais. ?? um destino interessante para quem não pode ir às cidades históricas mineiras, mas não quer deixar de aproveitar o inverno viajando.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE