Transex do funk já foi proibida de entrar em boate

Marcelly Morena, da dupla com Karlos que está revolucionando o funk, afirma que já foi vítima de preconceito. Em relato, Marcelly conta que já foi proibida de entrar em uma boate por ser transexual.

A cantora, no entanto, não deixa se abater por comentários pejorativos e espera inspirar outros jovens a lutar contra qualquer tipo de preconceito. “Sempre tive corpão, sempre fui de malhar, meu corpo sempre foi muito diferente das trans. Então passava a impressão de uma mulher marombada, de uma dançarina gostosona. Os homens ficam doidos e falam: ‘Caramba! Ela é traveco’. Essa é a realidade pois é assim que eles falam: ‘Olha o corpo do traveco! Vai falar o que? Igual uma menina!’. ?? por aí… Então não tive tanto preconceito como já ouvi de algumas amigas”, conta Marcelly Morena.
Conheça a dupla
Karlos & Marcelly Morena decidiram trabalhar juntos após saírem de grupos bastante parecidos em estilo e visual. Karlos era líder de um grupo de gays sarados, a Tropa dos Gostosos, e Marcelly de um grupo de trans saradas, As Peguetes. O estilo musical de ambos eram bastante parecido, o funk de comunidade.
Para não deixar a ideia acabar com o término dos grupos, Karlos e Marcelly resolveram criar a dupla e juntos dar continuidade ao trabalho. O primeiro passo foi escrever uma música e editar na maior equipe de funk do Brasil: a Furacão 2000. Foi aí que surgiu a primeira música chamada “Me Processa”, que conta a história de um episódio comum na vida de ambos pois na época em que foi criada a parceria, a dupla estava com processo na justiça em andamento devido ao preconceito em que a classe que os dois defendem sofre  diariamente.
Com um caminho já percorrido no funk devido a ambos já terem sido dançarinos de MCs conhecidos (Karlos trabalhava com MC Kátia e Marcelly com MC Adriano), a dupla teve o apoio de produtores, DJs e MCs do ramo musical, o que deu mais força para dar continuidade ao projeto.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE