Todos somos o Homem-Aranha

O filme ‘Spider-Man: Into the Spider-Verse’ (‘Homem-Aranha: No Aranhaverso’) é um filme de animação baseado nas histórias em quadrinhos do personagem Miles Morales/Homem-Aranha da Marvel Comics que vem conquistando prêmios e espectadores pelo mundo a cada semana.

Além de suas qualidades técnicas, que mesclam efeitos computadorizados a um visual que remete o desenho à mão, envolvendo 140 animadores, a obra tem como um de seus principais méritos enfatizar a ideia do personagem de Stan Lee como o ‘amigo do quarteirão’, ou seja, aquele que está sempre disposto a ajudar a todos.
Seja uma velinha no bairro do Brooklyn buscando uma informação ou a humanidade inteira, todos podem contar com o Homem-Aranha, pois, como o novo filme mostra, todos podem ser ele. Na verdade, todos somos ele, mas não deixamos que ele se manifeste.
No filme, diversos personagens inspirados no Homem-Aranha, como a Aranha-Gwen, o Aranha-Noir, Ar//nh (Peni Parker) e o Porco-Aranha, precisam se unir para enfrentar o Rei do Crime, que matou Peter Parker em uma dimensão. Mas existem as outras para redimi-lo. E existimos nós, com nossa parcela de heroísmo, a criar um mundo melhor.
Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE