Testes de dengue ficam mais rápidos

A Secretaria de Saúde de Nova Odessa disponibilizou kits para realização de testes rápidos para detecção da dengue nas cinco UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade. A medida permite saber em pouco tempo se o paciente está contaminado e, dessa maneira, iniciar com maior brevidade o tratamento adequado.

Anteriormente, o paciente com suspeita da doença tinha sorologia colhida e encaminhada para avaliação no Instituto Adolfo Lutz. Era, então, preciso aguardar resultado do exame, num período de espera de aproximadamente sete dias. “Esta é mais uma forma de agilizar o atendimento e dar ao paciente todas as condições para que tenha uma rápida recuperação”, afirmou o secretário de Saúde Sérgio Molina.
Além do atendimento ao paciente, a confirmação da doença em um período menor é importante para que a Administração realize outras ações de combate ao mosquito Aedes aegypti ??? transmissor da doença -, como a busca ativa por possíveis criadouros e realização de bloqueio químico na região em que o paciente reside.
“?? medida que temos um caso confirmado da doença, vamos ao local em que o paciente reside para orientação de familiares e vizinhos e ainda bloqueio químico. Ao conseguirmos os resultados dos testes em menor período, iniciamos mais rapidamente estas ações”, explicou o diretor da Vigilância em Saúde, Manuel Messias.
MAIS CONFORTO ??? A Secretaria de Saúde também implantou salas para hidratação dos pacientes com dengue nas cinco UBSs e no Hospital Municipal e Maternidade Dr. Acílio Carreon Garcia.
Segundo Molina, nas salas os pacientes poderão receber imediatamente o soro para hidratação em um ambiente mais aconchegante. “Esta é uma medida feita pensando exclusivamente no bem-estar dos pacientes. Eles terão um espaço mais reservado para atendimento e receberão todo auxílio de nossos enfermeiros”, afirmou.
Messias afirmou que as salas foram equipadas com poltronas para atendimento dos pacientes e também com suportes para colocação do soro. “Estamos adequando todas as UBSs para que os pacientes recebam o mais rápido possível o primeiro atendimento”, disse.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE