Terceira idade: Dieta merece atenção

O Dia da Saúde e Nutrição, comemorado em 31 de março, é válido para refletir sobre alimentação e estilo de vida. E uma das etapas da vida que merece bastante atenção é a terceira idade. A dieta alimentar dos idosos passa por mudanças devido a alterações hormonais, metabolismo energético e atividade diária, o que afeta a necessidade de nutrientes.

Nessa fase, olfato e paladar ficam progressivamente comprometidos. A produção de saliva também é reduzida e aparecem as dificuldades no processo de mastigação e deglutição, que causam impacto significativo na quantidade e qualidade da ingestão do alimento.

???No idoso, o risco da desnutrição é motivo de grande preocupação.  Alguns fatores facilitam seu aparecimento como a depressão, o uso excessivo de fármacos, problemas odontológicos, doenças que afetam diretamente a aceitação alimentar bem como o metabolismo e fator sócio econômico???, explica a nutricionista do Lar dos Velhinhos de Campinas, Vanessa Thomé.

Outro fator de atenção é a redução da mobilidade que dificulta a compra e o preparo de alimentos e, às vezes, até o ato de se alimentar. Todas essas alterações requerem cuidados especiais com a alimentação na terceira idade.

Cuidados com a alimentação

Nesta fase da vida é preciso realizar refeições completas, variadas e balanceadas. Preferencialmente, acrescentar no cardápio alimentos que contenham ferro (carnes vermelhas, feijão, folhas verdes escuras); fontes de cálcio (leite e derivados) e alimentos ricos em fibras, vitaminas e minerais (frutas, verduras e legumes). Evitando assim o aparecimento de diabetes, hipertensão, colesterol alto, anemia e outras doenças.

Além dos cuidados com alimentação, outro fator importante na manutenção da saúde do idoso é a hidratação. A quantidade ideal de líquidos que um idoso deve ingerir por dia é de 2 litros. Entre as vantagens de se beber bastante água na terceira idade está: melhora da digestão, controle da pressão sanguínea, prevenção da formação de pedras nos rins, pele hidratada, aumento da resistência física e diminuição do risco de infarto.

No Lar dos Velhinhos de Campinas, a alimentação dos moradores é assunto sério e recebe total atenção. ???Anualmente os idosos são pesados e medidos. Após colher esses dados, verificamos quais suas reais necessidades. Há um acompanhamento também para os diabéticos, intolerantes à lactose e outras patologias???, explica Vanessa.

No cardápio dos moradores do Lar, nada é excluído. As refeições são feitas de 3 em 3 horas e é oferecido um menu variado, colorido e saudável.  O cardápio é elaborado através dos alimentos recebidos por meio de doações e dos hortifrútis da época.

Doações

Ficou interessado em ajudar o Lar dos Velhinhos de Campinas? O LVC fica na Rua Irmã Maria Santa Paula Terrier, 300 ??? Vila Proost de Souza. Contatos: (19) 3743-4300 ou pelo e-mail [email protected]

Lar dos Velhinhos

Promover o envelhecimento saudável e exercer o cumprimento dos direitos na integridade social do Idoso. ?? esse o trabalho que o LVC há 113 anos vem desenvolvendo e divulgando. Endereço: Rua Irmã Maria Santa Paula Terrier, 300, Vila Proost de Souza, Campinas CEP: 13033-755. Telefones: (19) 3743-4300

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE