Telemonitoramento atende pacientes com Covid-19 em Sumaré

Reconhecido pelo Ministério da Saúde com o “APS Forte no SUS – no combate à pandemia”, o telemonitoramento é mais uma das práticas adotadas pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Sumaré desde o início da pandemia e que integram o Plano Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus.

O monitoramento à distância oferece atendimento humanizado, de forma remota, a pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 e a seus familiares. A equipe é composta por profissionais da Rede Municipal que atuam em diversas áreas – Nutrição, Enfermagem, Psicologia, Terapia Ocupacional, Administrativo, entre outras –, a fim de melhor atender às necessidades de cada caso.

De acordo com a coordenadora da Atenção Primária de Sumaré, Maria Luiza Sanches Stancato Rodrigues, houve um aumento de 100% no número de profissionais envolvidos no telemonitoramento – passando de 6 para 12 -, para a realização do atendimento remoto, assim como para os encaminhamentos necessários ao cuidado integral dos pacientes e familiares.

“O monitoramento à distância nos possibilita acompanhar qualitativamente, por meio da atuação de uma equipe multidisciplinar, os munícipes com sintomas respiratórios sugestivos de Covid-19 ou confirmação do diagnóstico, e os familiares de pacientes internados”, explicou o secretário municipal de Saúde, Rafael Virginelli.

“Com isso, é possível acionar os serviços necessários – até mesmo em saúde mental, com acompanhamento psicológico, o que é muito importante nesse momento, já que houve um aumento significativo nos casos de ansiedade e crises de pânico desde o início da pandemia”, acrescenta.

O trabalho de monitoramento consiste em acompanhar as condições de saúde, evolução de sintomas e cura, oferecendo todo o suporte para os pacientes em isolamento domiciliar e também aos parentes próximos dos casos confirmados que necessitam de hospitalização.

Na telemedicina, que são as consultas domiciliares realizadas por vídeo, são realizados cerca de 150 atendimentos/mês. Após a alta do paciente, são articuladas as avaliações clínicas e os encaminhamos para tratamento em caso de sequelas da Covid.

“A grande missão da equipe que compõe essa rede de atendimento aos pacientes e familiares é o cuidado integral e humanizado de cada caso, de forma individualizada, proporcionando todo o cuidado, atenção e segurança dos profissionais de Saúde. Contribui para a melhora do quadro dos pacientes e oferece todo o apoio aos familiares, fortalecendo o vínculo entre os usuários e o serviço em Saúde”, completou o prefeito Luiz Dalben.

APS Forte

A Atenção Primária à Saúde (APS) é a porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Ampliar o acesso à APS, melhorar a qualidade e

resolutividade dos serviços, fortalecer o vínculo com usuário e comunidade, e garantir a continuidade do cuidado são medidas que fortalecem os sistemas de saúde e os tornam eficientes e sustentáveis. No combate à pandemia, a Atenção Primária tem sido resolutiva e tem proporcionado acesso de qualidade aos usuários do SUS.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE