Taxista detona Uber na Câmara e acusa pirâmide

Usando a tribuna na Câmara Municipal nesta quinta-feira, representante dos taxistas de Americana, Ezequias Pereira, detonou o aplicativo Uber que tenta vingar no município e acusou utilização de pirâmide comercial. 
Usando de argumentos como ilegalidade, Ezequias enalteceu a situação pirâmide que supostamente é exercida pelo app. “A pirâmide comercial só beneficia o aplicativo e o usuário, mas em seis meses arrebenta o motorista”, disse o taxista. 
Ezequias ainda defendeu os 100 anos de táxis em Americana e os critérios enfrentados para rodar na cidade. “Se eles (Uber) quiserem vir, que entrem pela porta da frente. Se vier tem que ser regulamentado igual o táxi”, disse. 
GIOVANA: A vereadora Maria Giovana (PCdoB) fez uma viagem com o Uber junto com Léo da Padaria (PCdoB), para ‘verificar’ o serviço. A ação foi alvo do representante dos taxistas. “Se quisesse experimentar fosse na França, aqui é proibido, você infringiram a lei”, disparou Ezequias.  
CARO: O principal questionamento aos taxistas é o valor cobrado pelo serviço, principal diferencial do Uber. Ezequias prometeu debater o assunto e promover melhorias nos serviços. Ele ainda informou que existe uma empresa de táxi em atuação na cidade que já sentiu a pressão e está oferecendo 30% de desconto nas corridas. 
Audiência pública está marcada para o próximo dia 24.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE