Taxa de Isolamento Social fica em 37% em Nova Odessa

O percentual de isolamento social em Nova Odessa é de apenas 37%. É o que apontava o ranking dos municípios paulistas com maior adesão às regras da quarentena imposta pena pandemia de Covid-19 na quarta-feira (24/02), segundo o SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente) do Governo Estadual. A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social.

“Registramos hoje (quarta-feira) 37% de isolamento social em Nova Odessa. No último domingo (21/02), o percentual foi de 44%. Sabemos que é importante trabalhar e gerar renda, mas aqueles que podem ficar em casa, saibam que estão ajudando a salvar vidas. Estamos no pior momento da pandemia e é fundamental que possamos usar métodos para reduzir o contágio e frear o avanço do coronavírus em nossa cidade”, disse o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho.

De acordo com estimativa do Governo do Estado de São Paulo, a taxa mínima para diminuir a propagação do novo coronavírus e evitar um colapso no Sistema de Saúde é 55%. A ideal seria acima de 70%.

Mesmo o índice de isolamento de Nova Odessa não atingindo a taxa mínima de 55%, os dados alcançados pelo município, de acordo com o ranking, são os melhores entre as cidades da RPT (Região do Polo Têxtil). A cidade conhecida como o “Paraíso do Verde” ficou à frente de Hortolândia (37%), Americana (36%), Santa Bárbara d’Oeste (34%) e Sumaré (33%).

Em busca de frear o avanço da pandemia, o Governo do Estado anunciou na quarta-feira (24/02) que a circulação em todas as 645 cidades de São Paulo ficará restrita das 23h até as 5h, até o próximo dia 14 de março. A medida entra em vigência a partir desta sexta-feira (26/02) e atende a uma recomendação expressa do Centro de Contingência do Coronavírus para conter a aceleração de casos positivos de Covid-19.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE