Edit

Suzano gera caixa recorde de R$ 3,5 bi

A Suzano Papel e Celulose divulga hoje os resultados referentes ao quarto trimestre de 2017 e ao acumulado anual com uma combinação de recordes operacionais e financeiros. A geração de caixa operacional, considerada o principal indicador de avaliação de resultados do setor, alcançou o patamar de R$ 3,5 bilhões em 2017, o melhor da indústria brasileira, e de R$ 1,1 bilhão no quarto trimestre. O Ebitda ajustado, utilizado pelo mercado para analisar a capacidade operacional das empresas, totalizou R$ 4,6 bilhões no ano, dos quais R$ 1,4 bilhão foram gerados no quarto trimestre de 2017.
Além dos indicadores contábeis, os dados operacionais também atingiram patamares inéditos. Em um ano marcado pela trajetória crescente dos preços da celulose no mercado internacional, as vendas da Suzano alcançaram 4,8 milhões de toneladas e superaram o recorde do ano passado, sustentadas pela maior marca anual de produção consolidada da história. Já o custo caixa de celulose terminou o ano em R$ 599 por tonelada, 3,8% abaixo do ano anterior e no menor nível nominal desde 2014.
???Os números alcançados em 2017 são resultado do trabalho estruturado que temos desenvolvido ao longo dos últimos anos, com envolvimento de todas as áreas da empresa. Comemoramos a maior geração de caixa operacional de nossa história e um ROIC (Retorno sobre o Capital Investido) consolidado de 14,5%, ao mesmo tempo que avançamos de forma concreta em nosso plano de crescimento???, afirma Walter Schalka, Presidente da Suzano Papel e Celulose.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE