Supermercados reclamam da inflação

Tradicionalmente tido como o carro-chefe das vendas do varejo, o desempenho dos hipermercados, supermercados e lojas de produtos alimentícios e bebidas em geral não foi bom em junho.
Foi verificada queda de 0,4% de maio para junho. Na comparação anual, de junho deste ano frente a igual mês de 2012, a queda nas vendas foi de 0,8%.

Segundo Aleciana Gusmão, técnica do IBGE, o desempenho foi basicamente impactado pelo preço dos alimentos, que têm registrado altas taxas de crescimento desde o ano passado.
“A inflação da chamada alimentação em domicílio tem levado os consumidores a comprarem menos alimentos no supermercados e também substituído produtos mais caros por opções mais em conta”, disse.

Segundo avaliou Aleciana, a pesquisa mostra que a mudança no patamar de consumo foi incorporada pelos consumidores apenas em 2013, mesmo que as altas dos alimentos venham sendo observadas desde 2012.
Aleciana lembrou que em junho, segundo o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo), a alimentação em domicílio teve variação positiva no acumulado dos últimos 12 meses de 13,6%.

“Já estamos começando a ver o impacto da alta da alimentação em domicílio na atividade hipermercado da pesquisa. Desde o ano passado, os preços vêm aumentando, mas só agora os consumidores estão reduzindo seu consumo em função disso”, completou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE