Superbowl tem virada histórica e Patriots campeão

Os New England Patriots venceram a 51.ª edição do “Super Bowl”, a final do campeonato de futebol americano, ao baterem os Atlanta Falcons por 34-28, após o primeiro prolongamento de sempre e depois de estarem a perder por 25 pontos.

No NGR Stadium, os Patriots escreveram história, rumo ao seu quinto título, depois de 2002, 2004, 2005 e 2015, já que, na final da Liga norte-americana de futebol americano, nunca uma equipa ganhara após uma desvantagem superior a 10 pontos.

Os Falcons, que haviam perdido a única final disputada, em 1999, tiveram ‘mão e meia’ no troféu Vince Lombardi, com vantagens ‘gigantescas’ de 21-0 e 28-3, mas, com o jogo ‘perdido’, o veterano Tom Brady, de 39 anos, fez ‘magia’.

Rumo ao seu quinto título, o máximo de um “quarterback”, Brady começou a fazer funcionar o ataque dos Patriots, com passes acertados, uns atrás dos outros, para mais uma série de recordes, que lhe valeram o quarto “MVP” (Jogador Mais Valioso’) do “Super Bowl”, contra três do “mito” Joe Montana.

O “12” de New England, escolhido apenas na sexta ronda e na 199.ª posição do “draft” de 2000, fez recordes de 43 passes completos, 62 tentados e 466 jardas, dois passes para “touchdown” e uma interceção.

Em “grande”, esteve também o “running back” James White, com 14 receções, um recorde do Super Bowl, para 139 jardas, e três “touchdowns”, incluindo os dois últimos.

História, fez também Bill Belichick, que se tornou o primeiro treinador a conseguir cinco vitórias no Super Bowl, à sétima presença, outro recorde.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE