Sumaré. Vereador quer sistema de monitoramento por câmeras

O vereador Professor Edinho (Republicanos) protocolou na tarde desta quarta-feira (29), na Câmara de Sumaré, o Projeto de Lei nº 128/2020, que autoriza o Executivo Municipal a criar um sistema de monitoramento em tempo real nas principais avenidas comerciais e em outros pontos do município. A propositura, que deve passar pela avaliação das comissões parlamentares, antes de ir à votação no plenário, também sugere que sejam monitoradas ruas de escolas e entradas e saídas da cidade.

Segundo o PL, a instalação de câmaras poderá ser estendida para demais avenidas, ruas de grande movimentação, feiras livres, centros comerciais, portarias de clubes, espaços festivos, pontos turísticos, em frente a escolas públicas municipais e estaduais e escolas particulares. Para isso, o município poderá firmar convênio com as polícias Civil e Militar e com a Guarda Municipal, com o intuito de realizar o monitoramento durante 24 horas e a gravação eletrônica de imagens.

A proposta prevê que o sistema de monitoramento deverá conter câmeras com sensores capazes de captar imagens em cores, com resolução capaz de permitir a clara identificação das pessoas e objetos filmados, além de equipamento que permita a gravação simultânea e ininterrupta das imagens geradas por todas as câmeras.

O vereador ainda sugere a instalação do sistema Optical Character Recognition (OCR), nas entradas e saídas da cidade, o que permitiria a leitura inteligente das placas dos veículos em movimento. O monitoramento e a análise das imagens dessas câmeras possibilitariam a verificação em tempo real de ilegalidades, como carros roubados e placas clonadas.

De acordo com Professor Edinho, “nossa preocupação é a de garantir a segurança e a integridade do povo sumareense. O monitoramento tem a finalidade de, primeiramente, inibir a ação criminosa, e, em segundo lugar, ocorrendo a ação, de permitir a identificação e a prisão dos agressores. As câmeras deverão ser instaladas próximo a agências bancárias e em avenidas de grande circulação, como a Avenida Sete de Setembro.”

O projeto determina que as câmeras poderão ser integradas através da rede wi-fi e, se possível, com energia proveniente de captação solar.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE