Edit

Sumaré terá programa de alimentação para população de baixa renda

Os vereadores de Sumaré aprovaram, na 24ª sessão do ano, ocorrida nesta terça-feira (10), o Projeto de Lei nº 129/2021, de autoria do presidente da Casa, vereador Willian Souza (PT), e de seu correligionário, vereador Ulisses Gomes (PT). Responsável por instituir o Programa de Alimentação de Qualidade e Baixo Custo para a população de baixa renda do município, a proposta recebeu 20 votos favoráveis no plenário da Câmara Municipal e deve seguir para a apreciação do prefeito Luiz Dalben.

Segundo o projeto, são diretrizes do programa a elaboração e a execução da política pública de segurança alimentar, em consonância com a Lei Federal nº 11.346/2006, que criou o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional; o acesso regular e permanente a alimentos de qualidade para a população de baixa renda e vulnerável, em quantidade suficiente, sem comprometer outras necessidades essenciais; além de boas práticas alimentares, com uso de produtos orgânicos produzidos preferencialmente pela agricultura familiar. Também fazem parte do plano a promoção da saúde, a sustentabilidade, e a participação da sociedade civil organizada, através de parcerias com o Poder Executivo municipal na implantação do programa.

De acordo com a propositura, o Programa de Alimentação de Qualidade e Baixo Custo pretende garantir a segurança alimentar da população vulnerável, através da implantação de restaurantes populares; oferecer refeições gratuitas para a população em situação de rua; oferecer refeições de baixo custo para a população desempregada e de baixa renda; e oferecer cestas básicas para a população vulnerável, desempregada e de baixa renda.

Para Willian, “é necessário que seja fornecida segurança alimentar ao nosso povo. Nossa proposta vem para garantir que a população sumareense que se encontra em situação vulnerável tenha acesso à alimentação de qualidade, que é um direito social básico, garantido pela Constituição”, afirma.

Nas palavras de Ulisses, “nosso projeto é também de grande relevância para a agricultura familiar. As famílias vêm passando por um momento difícil, e a proposta é responsável por grandes melhorias em seu campo de trabalho”, conclui.

 

SESSÃO

Com o retorno das sessões presenciais, os vereadores se reuniram no plenário da Câmara de Sumaré para discutir e votar nove moções, das quais seis foram de congratulação, duas de pesar e uma de aplausos. Um Projeto de Lei de autoria do prefeito Luiz Dalben, que autoriza o Poder Executivo a celebrar convênios para implantação de pregão eletrônico no município, foi colocado em discussão em regime de urgência e também foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares.

Como parte da Ordem do Dia, foi aprovado ainda o PLº 178/2021, apresentado pelo vereador Sirineu Araújo (PL), que institui no calendário oficial do município de Sumaré a Semana do Migrante Nordestino e cria a Feira de Tradições Nordestinas, com 20 votos favoráveis. Já o PL nº 181/2021, de autoria do vereador Rudinei Lobo (PL), que dispõe sobre a obrigatoriedade de no mínimo dois brinquedos adaptados para pessoa com deficiência em áreas destinadas a espaço de lazer público e privado em novos empreendimentos e já existentes, saiu da pauta por pedido de vista do próprio autor.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE