Sumaré: Trânsito orienta como dirigir na chuva

Além do calor, o Verão também é conhecido pelas chuvas constantes. O que muitos consideram ser uma alternativa para amenizar o calor, também pode ser um problema para os motoristas. Enquanto está chovendo, as ruas ficam mais escorregadias e isso causa a perda de aderência e, portanto, da
estabilidade do automóvel ou motocicleta. A Secretaria de Mobilidade Urbana e Rural (SMMUR) da Prefeitura de Sumaré dá algumas dicas importantes que ajudam os motoristas a dirigir com segurança mesmo em dias chuvosos.

De acordo a SMMUR, é importante desacelerar o carro e andar mais devagar quando começar a chover. A atenção do motorista deve ser redobrada ao dirigir em pista molhada. Em dias assim, a visibilidade é bem menor e a probabilidade para que ocorram acidentes de trânsito é consideravelmente maior.

Os primeiros 30 minutos de chuva são os mais perigosos, pois a poeira acumulada na rua, juntamente com os resíduos de óleos que são jogados pelos carros, mais a água da chuva, deixam o asfalto escorregadio.

O condutor deve aumentar a distância do veículo da frente e acender o farol baixo. Além de melhorar a visão, o veículo de trás poderá guiar melhor com as luzes vermelhas do carro da frente visíveis e evitar uma colisão. Se estiver em movimento, o motorista nunca deve ligar o pisca alerta: ele só deve ser acionado quando o carro estiver parado.

Quando os vidros começarem a embaçar, o condutor deve passar um pano limpo por dentro do carro. Ele jamais deve usar as mãos, pois a gordura natural da pele só piora a situação. O ideal é deixar os vidros uns dois dedos abertos para criar uma circulação de ar. Ligar o ventilador interno ou o
ar-condicionado são outras alternativas.

Se o condutor sentir que o veículo está ???dançando??? um pouco na pista, quer dizer que ele está aquaplanando. Nesse caso, o motorista deve diminuir a velocidade, pois assim o veículo voltará a tocar os pneus no solo. Em caso de aquaplanagem total, deve-se segurar o volante firmemente e em linha reta, não usar bruscamente os freios, desacelerar o veículo gradualmente e reduzir as marchas, até os pneus voltarem a tocar o solo.

Sob chuva, também é necessário que o motorista freie e faça manobras e curvas com menos velocidade do que faria em condições secas. ?? importante perceber onde está o fluxo e a água acumulada, e tentar se manter afastado para evitar poças.

Por fim, quem está estacionando e, principalmente, saindo da área de estacionamento próxima às guias de volta para a pista de rolagem deve fazê-lo com muito cuidado e os piscas ligados, para evitar colidir com quem está passando (que também deve ter atenção redobrada).

Segundo o secretário da SMMUR, Valdeci Donizeti Coleta, ???se o condutor sentir que não está enxergando tudo ao redor por causa da chuva, que o veículo não está respondendo bem aos seus comandos ou se ele não está se sentindo inseguro com a situação, é melhor parar no acostamento, ligar o pisca alerta e aguardar a situação melhorar???. ???Pequenos detalhes podem evitar grandes problemas no trânsito???, ressaltou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE