Sumaré tem ‘Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil’

A prefeitura de Sumaré avaliará, juntamente ao Sindicato, uma solução alternativa para a questão.
Durante boa parte desta sexta-feira, dia 12 de junho, a Prefeitura de Sumaré, por meio da Secretaria Municipal de Inclusão, Assistência e
Desenvolvimento Social, vai realizar uma série de atividades em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. O evento está marcado
para a Praça da República, no Centro, a partir das 9 horas, e é totalmente aberto ao público.

O cronograma de atividades começa logo às 9 horas e segue até às 15 horas, com mobilização nas áreas de Saúde, Trânsito e adesivagem de
carros. Também haverá distribuição de algodão doce, pipoca e pintura facial para as crianças.

??s 9h30, haverá uma apresentação de flauta de alunos do CER (Centro Educacional Rebouças) e, às 13h30, será a vez da Associação Pestalozzi de
Sumaré levar música e dança à Praça. Ainda dentro da programação, vão ocorrer duas encenações, às 10h e às 14 horas, da peça ???Criança não
trabalha, criança dá trabalho???, da KPR Produções de Eventos.

Além das duas apresentações desta peça, a Secretaria de Inclusão Social informa que haverá mais 18 encenações em todas as regiões da cidade
nos próximos 45 dias. A ideia é descentralizar esta ação para atingir não só o público atendido pelos programas sociais do Município, mas toda
a comunidade sumareense. A programação completa de todas as apresentações de teatro gratuitas serão divulgadas em breve.


DENUNCIE

No Brasil, é proibido o trabalho de crianças e adolescentes menores de 16 anos. A legislação permite apenas o exercício de atividades
remuneradas na condição de aprendiz, na faixa etária entre 14 e 16 anos.

Para denúncias de trabalho infantil, a pessoa deve procurar o Conselho Tutelar de Sumaré, que atende pelos números (19) 3828-7893 e (19) 3873-
2122, ou ligar diretamente para o Disque Direitos Humanos (Disque 100). Além destes dois órgãos, a população também pode entrar em contato com
Conselhos Municipais de Assistência Social, Conselhos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ministério Público do Trabalho e
Superintendências Regionais do Trabalho.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE