Sumaré: Pref. orienta pessoal sobre enchentes

A Defesa Civil da Prefeitura de Sumaré divulgou esta semana uma série de orientações sobre os riscos e cuidados que os cidadãos devem ter em casos de alagamentos de vias públicas ou enchentes dos cursos d???águas, mais frequentes nesta época do ano.

De acordo com o órgão municipal, o contato com as águas, em ambos os casos, pode causar diversas doenças, como a leptospirose. Além disso, as águas acumuladas se tornam locais para proliferação de insetos, entre ele, o Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus da dengue. O acúmulo de lixo também propicia a proliferação de animais peçonhentos e que transmitem doenças.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Sumaré, Josué Fernandes, ???quando há ocorrência de chuva, iniciamos o monitoramento das áreas mais críticas e alertamos os órgãos competentes???. ???Além disso, temos duas estações de monitoramento que otimizam o trabalho preventivo da Defesa Civil???, explicou. A Estação Metereológica está instalada no Horto Florestal e a nova Estação Hidrológica Municipal está em uma ponte sobre o Ribeirão Quilombo.

Alguns dos bairros que historicamente apresentam mais riscos aos moradores são: Vila Diva, Jardim do Trevo, Jardim Dulce, Jardim Manchester, Jardim Vitória, Jardim Conceição 2, São Domingos, Jardim Primavera, Jardim Alvorada, Parque Franceschini, Jardim Basilicata e Três Pontes.

A Prefeitura de Sumaré trabalha para retirar as pessoas que vivem nas áreas de risco. Recentemente, 560 famílias foram reassentadas para o Residencial Emílio Bosco, viabilizado por meio do Programa ???Minha Casa, Minha Vida???. A maioria vivia precariamente nestes bairros, que possuem mais registros de inundações.

RISCOS –  Ainda de acordo com as orientações dadas pela Defesa Civil de Sumaré, deve-se evitar que crianças nadem ou brinquem em ambientes possivelmente contaminados. Se o contato com a água de enchente for inevitável, pode-se reduzir o risco de contaminação permanecendo o menor tempo possível na água ou lama. Não se deve tentar salvar os pertences, pois quanto maior o tempo de contato com a água de enchente, mais bactérias podem entrar no corpo, aumentando o risco de contrair doenças e desenvolver formas mais graves.

Para a prevenção de doenças relacionadas à ocorrência de enchentes, é preciso que toda população tome alguns cuidados, principalmente com a higiene ??? a saber:

CUIDADOS GERAIS

??? Jogar fora medicamentos e alimentos que entraram em contato com lama ou
água da enxurrada.
??? Mesmo os alimentos embalados com plástico e que não foram abertos
(garrafas pet, leite, grãos ensacados), mas que tiveram contato com água
da
enchente, devem ser descartados.
??? Jogar fora tábuas de madeira, chupetas e mamadeiras de crianças que
entraram em contato com água da enchente.
??? Jogar fora os alimentos (rações) dos animais domésticos que tiveram
contato com a água da enchente.
??? Retirar, acondicionar e descartar o lixo adequadamente, apenas nos dias
em que a Coleta Municipal passa na sua rua.
??? Alojar os animais domésticos em local seguro e evitar que entrem em
contato com a água da enchente e lama. Procurar atendimento veterinário se
o animal apresentar sinais e sintomas de doenças.
??? Em casos de hortas que sofreram inundação, não se deve utilizar os
produtos para consumo.
??? Lavar bem as mãos antes de preparar alimentos.
??? Não utilizar água de poço.
??? Beber sempre água potável e utilizá-la no preparo de alimentos,
especialmente dos lactentes (menores de um ano).
??? Guardar os alimentos em recipientes bem fechados, para protegê-los.
??? Só podem ser aproveitados produtos enlatados, cujas embalagens não
apresentem amassamentos, pontos de ferrugem ou quaisquer outros sinais de
danos.

DESINFEC????O DO DOMICÍLIO E ENTORNO
Depois que as águas da enchente baixarem, é preciso realizar a limpeza das
áreas e materiais que entraram em contato com as mesmas, conforme o
seguinte procedimento:
??? Lave com água e sabão e, a seguir, desinfecte com água sanitária, sempre
se protegendo com luvas, botas de borracha ou sacos plásticos duplos nos
braços e pernas.
??? Alimentos enlatados cujas embalagens não apresentem amassamentos, pontos
de ferrugem ou quaisquer outros sinais de danos.
??? Prepare solução clorada: em um recipiente plástico ou de vidro adicione
200 ml de água sanitária (1 copo) em 800 ml de água limpa (4 copos). Deixe
de molho por 1 hora e lave com água e sabão.
??? Lave com ela os utensílios domésticos (panelas, copos, pratos e objetos
lisos e laváveis).

LIMPEZA DE CAIXA D???ÁGUA
??? Esvazie a caixa-d???água, se ela foi invadida por água da enchente.
??? Esfregue as paredes da caixa-d???água com escova e pano limpo.
??? Coloque 1 litro de água sanitária (hipoclorito de sódio 2,5%) para cada
1.000 litros de água, deixe por período de duas horas e esvazie.

LIMPEZA DE PAREDES E QUINTAIS
??? Lave pisos, paredes e bancadas com água e sabão, desinfetando em seguida
com água sanitária (hipoclorito de sódio a 2,5%), na proporção de 400 ml
desse produto para um balde com 20 litros de água limpa, deixando agir por
30 minutos.

CUIDADOS COM A ÁGUA SANITÁRIA
??? A água sanitária é corrosiva para pele e tecidos, por isso, deve ser
manuseada com cuidado (use luvas e botas).
??? Em caso de contato com os olhos ou pele, lavar em água corrente por 10 a
15 minutos. Se após a lavagem você tiver a sensação de ???areia nos olhos???,
???vista embaçada??? ou vermelhidão na pele, alergia e até queimadura, procure
um Serviço de Saúde imediatamente.
??? Em caso de ingestão do produto, não provoque vômitos e procure
imediatamente um Serviço de Saúde.
??? Em caso de inalação do produto em ambiente fechado, saia do local
imediatamente e se você sentir falta de ar ou mal estar, procure um
Serviço
de Saúde.
??? Nunca misture com vinagre, ácido muriático ou outros produtos de
limpeza, pois pode haver liberação de gases prejudiciais à saúde.
??? Não use hipoclorito de sódio direto na pele.
??? Mantenha longe das crianças e animais domésticos.
??? Não reutilize a embalagem.
??? Guarde em recipiente fechado em local ventilado e longe de raio solar e
calor.
??? Use apenas as dosagens prescritas neste informativo. Dosagens não
controladas podem prejudicar a saúde.

FIQUE ATENTO!
Procure um Serviço de Saúde caso apresente sintomas como:
??? febre, calafrios;
??? sintomas gastrointestinais: diarreia, náuseas, vômitos;
??? mialgia (dor nos músculos ou dor no corpo), dor de cabeça;
??? icterícia (olhos e pele amarelos), fezes claras, urina escura;
??? ferimentos;
??? cansaço, fraqueza, falta de apetite;
??? sangramentos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE