Sumaré fala em pref ‘quebrada’ e prioriza servidores

Sete dias após a posse do novo governo de Sumaré, a prefeitura luta para driblar a dura situação financeira deixada pelo seu antecessor. A equipe de finanças da prefeitura encontrou o caixa praticamente zerado, sem a reserva necessária para pagamento dos salários do mês de dezembro, que era de responsabilidade, por Lei, do governo passado.

O que se arrecadou do primeiro dia útil até hoje não será suficiente para quitar os R$18 milhões necessários da folha. Hoje, 8, foi feita uma parte do pagamento ao funcionalismo.
A equipe de finanças da prefeitura deve se reunir novamente com os representantes do Sindissu (Sindicato dos Servidores Municipais de Sumaré) para detalhar o cronograma de pagamento. ???Estamos reorganizando as finanças da administração. A prioridade é o pagamento do salário do mês de dezembro, como prevê a Lei de Responsabilidade Fiscal, não cumprida pelo prefeito
anterior???, afirmou Cristina.
Os valores que estão sendo arrecadados agora em janeiro deveriam ser provisionados para o pagamento dos salários de fevereiro, porém terão de ser utilizados emergencialmente para resolver essa situação. A próxima entrada de ICMS acontece no dia 15, data que poderão ser feitos novos
pagamentos. A Prefeitura está negociando a quitação das dívidas que chegam
perto dos R$300 milhões.
A prefeita pede um voto de  confiança aos servidores públicos. ???Estamos trabalhando para provisionar os recursos. Pedimos compreensão a todos neste momento crítico???, concluiu.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE