Sumaré decide acelerar privatização do DAE

O governo de Sumaré decidiu acelerar o processo de privatização do DAE (Departamento de Água) da cidade. De 12 a 31 de maio, estão disponíveis para consulta pública on line, nos sites da Prefeitura e do DAE, as minutas (esboços) dos documentos que vão subsidiar a licitação. No dia 11 de junho, acontece a audiência pública.
Segundo o presidente do DAE Valmir Ferreira da Silva, ???a Prefeitura e a própria população terão muitos ganhos com a troca no modelo de gestão???. ???O DAE, hoje, não tem condição alguma de assegurar as melhorias necessárias no abastecimento de água e no tratamento do esgoto gerado pela população sumareense. Depois da concessão, teremos investimentos nestes e até em outros segmentos???, explicou. 
A população de algumas regiões de Sumaré sofre com eventuais episódios de falta de água há anos, principalmente em função de limitações na rede. Sempre que possível e necessário, estas regiões são emergencialmente atendidas por caminhões-pipa ??? o único recurso oferecido pela autarquia. 
NA REGI??O- Atualmente na RMC (Região Metropolitana de Campinas), segundo levantamento do presidente do DAE, cinco cidades já adotam o modelo de concessão: Monte Mor, Hortolândia, Paulínia, Itatiba e Morungaba. 
De acordo com ARES-PCJ (Agência Reguladora), que fiscaliza os serviços públicos de Saneamento Básico nos municípios associados, foi constatado que, por Sumaré ser um município regulado, continuará tudo da mesma forma após a concessão: com base em normas e indicadores que garantam a excelência e contribuam para o equilíbrio nas relações entre usuários, prestadores de serviços e Poder Público, nada poderá ser feito pela concessionária, inclusive aumento de tarifas, sem sua autorização.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE