Sumaré blinda CM contra protestos

A sessão de vereadores de Sumaré foi marcada novamente pela presença de grupos contrários à privatização do DAE, que a prefeitura cogitou no começo do ano e tem trabalhado para convencer a sociedade.
Esta quarta manifestação contra a ‘venda’ do DAE na Câmara foi marcada pela blindagem do prédio do Legislativo. A reunião aconteceu a portas fechadas e um telão transmitia o evento para que os populares acompanhassem as discussões.

Ao todo foram 31 guardas municipais no cordão de isolamento na frente do prédio e policiais militares realizaram monitoramento das imediações.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE