Edit

Submundo das artes, por Oscar D’Ambrosio

O mundo das artes está ligado a outros submundos. Um deles, do qual poucos gostam de falar, é o que envolve o roubo de obras. Quem faz isso? Por quê? Qual é a motivação de roubar e de comprar trabalhos que não poderão ser mostrados, já que são famosos e pertenceram a importantes museus ou fundações culturais?

O documentário ‘Stealing Van Gogh’, produzido pela BBC inglesa e apresentado pelo historiador de arte Andrem Graham-Dixon conta toda a história envolvendo o roubo de duas obras do artista holandês do Van Gogh Museus de Amstedam em dezembro de 2001, as investigações e a recuperação na Itália, restauro e recolocação em seu local de origem.
Em síntese, neste caso, um dos chefes da Camorra italiana, sediada em Nápoles, adquirira as duas obras roubadas na Holanda e tentou utilizá-las como base de uma negociação, oferecendo-as em troca de benefícios em um processo no qual estava envolvido. Conclui-se, portanto, que o seu valor de troca em si mesmo, enquanto objeto artístico, neste caso, era maior que o valor monetário.
O documentário também faz refletir sobre como toda obra tem, além de seus aspectos puramente plásticos, como cores, formas e composição, histórias próprias que a valorizam. No presente caso, um quadro era o primeiro feito com tinta a óleo pelo artista holandês e o outro era um quadro feito para a mãe, mas que, num segundo momento, como mostra o documentário, homenageou o falecimento do pai.
‘Stealing Van Gogh’, portanto, traz ensinamentos que extrapolam a arte. Vão para a história e para o crime, numa linha de pensamento que alerta como as mais diversas atividades humanas se interligam de maneiras muitas vezes inesperadas. Todavia, deixar de lado essas conexões pode significar perder o que a vida tem de melhor: explorar a nossa capacidade de pensar e de fazer inter-relações continuamente.
Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE