STF determina voto secreto no Senado

Na noite desta sexta-feira, 50 senadores votaram a favor do voto aberto, enquanto dois foram contra. Apoiadores do voto aberto argumentavam que o voto secreto beneficiaria Renan Calheiros (MDB-AL) na disputa pela presidência do Casa. O regimento interno prevê o sigilo, mas parte dos parlamentares defendia que a escolha fosse pública. Durante a madrugada, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, determinou que a eleição para presidência do Senado seja feita por meio de votação secreta. Ele atendeu a um pedido dos partidos Solidariedade e MDB. Uma nova sessão para escolher o chefe da casa deve começar neste sábado às 11h.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE