SM: Ver.s aprovam obrigatoriedade de álcool em gel nos ônibus

Durante a sessão ordinária da Câmara de Sumaré, ocorrida na última terça-feira (2), os vereadores aprovaram por unanimidade o PL nº 79/2020, que pretende aumentar a proteção da população de Sumaré contra a contaminação por coronavírus. De autoria do vereador Ronaldo Mendes (PSDB), o projeto obriga as empresas concessionárias de transporte coletivo do município a manterem aparatos próprios para a aplicação de álcool em gel.

A propositura determina que os aplicadores deverão ser colocados em local visível e de fácil acesso aos usuários. Além disso, deve ser afixada uma placa com a informação de que o veículo dispõe de dispensadores de álcool em gel para desinfecção das mãos. Caso haja descumprimento das especificações, a empresa receberá multa de R$ 500, com dobra no valor a cada nova notificação.

De acordo com o vereador, “diante do aumento do número de casos de covid-19 no país, é importante lembrar que atitudes consideradas simples, como a utilização do álcool em gel nas mãos, ao entrar no transporte público, podem evitar que a doença se espalhe, poupando muitas vidas”.

O tema do combate ao coronavírus também apareceu em duas moções apresentadas por Ronaldo Mendes durante a 18ª sessão ordinária do ano. O vereador congratulou o músico Pedro Lopes de Almeida, da região do Matão, que promoveu uma campanha em suas redes sociais capaz de arrecadar mais de uma tonelada de alimentos para famílias em situação de necessidade.

O Hospital Estadual de Sumaré “Dr. Leandro Franceschini” também foi homenageado pelo parlamentar, pelos serviços de excelência prestados durante a pandemia. “Parabenizo cada um que trabalha no Hospital Estadual de Sumaré. Não falo apenas dos médicos, falo dos porteiros, enfermeiros, faxineiros, aqueles homens e mulheres que, muitas vezes, abrem mão de suas próprias vidas para trabalhar em prol da nossa vida”, elogiou Ronaldo.

APROVADOS

Foram discutidos e aprovados outros dois Projetos de Lei durante a 18ª sessão de 2020. O PL nº 114/2019, de autoria do vereador Edgardo Cabral (Republicanos), que cria o Programa de Saúde Preventiva para profissionais de educação que atuam na educação infantil e familiares das crianças; e o  PL nº 69/2020, do vereador Marcio Brianes (PDT), que estabelece a obrigatoriedade dos bancos e correspondentes bancários localizados no município providenciarem a limpeza dos terminais e equipamentos durante a pandemia de covid-19, receberam 19 votos favoráveis.

Já o PL nº 50/2020, apresentado pelo vereador Rudinei Lobo (PL), que dispõe sobre a livre parada e estacionamento para embarque e desembarque de transportes escolares em dias e horários letivos, em vias no local da prestação de serviços, saiu novamente da pauta, por conta de pedido de vista do vereador Hélio Silva (Cidadania).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE