SM lacra e enterra Capsula do Tempo

Os ???viajantes do tempo??? responsáveis por coletar memórias em Sumaré ao longo do último mês deram adeus aos dias atuais. Numa parceria entre Sociedade Amigos da Biblioteca de Sumaré e Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Lazer, a população sumareense acompanhou na manhã do último sábado, dia 23, a lacração e enterro da ???Cápsula do Tempo???. Tratam-se de três tubos de material plástico resistente que receberam, entre 24 de junho e 22 de julho, crônicas, contos e poesias com o tema ???O que quero lembrar em 2026???.
A iniciativa cultural vai preservar os documentos enterrados num espaço especialmente preparado na Biblioteca Infantil e do Professor ???Myrella Rossi Mobilon???, localizada na Região Central da cidade, até a reabertura dos recipientes, em 2026.
A cerimônia foi acompanhada pelo presidente Gutemberg Portella e diversos membros da Sociedade Amigos da Biblioteca de Sumaré, além do superintendente e do gerente de Cultura da Prefeitura, Anésio Lanatti e Diego Trevisan, respectivamente.
O projeto faz parte das comemorações de aniversário de 148 anos da cidade e dos 30 anos da Sociedade Amigos da Biblioteca de Sumaré. A expectativa é de que, daqui 10 anos, quando for reaberta, a cápsula volte a receber novos documentos para que seja novamente enterrada e reaberta em 2036, quando a entidade completará 50 anos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE