SM: Feito pedido para tentar amenizar a situação de professoras

Os vereadores da Câmara de Sumaré solicitaram cautela ao Poder Executivo em relação às profissionais prejudicadas no concurso interno que promoveu recreacionistas aos cargos de professoras. A Moção de Apelo foi apresentada na 8ª Sessão Ordinária realizada na última terça-feira (25).Conforme noticiários jornalísticos da região, a Prefeitura de Sumaré determinou que professoras que atuam há dez anos na rede pública municipal voltem aos seus antigos cargos de recreacionistas. A medida é para cumprir decisão da Justiça Cível que declarou nulo o concurso interno realizado pelo Poder Executivo em 2003, que remanejou as profissionais de uma função para a outra.
A decisão proferida pela juíza Ana Lia Beall, 3ª Vara Cível da Comarca de Sumaré, acatou ação do Ministério Público Estadual ao argumentar que o processo seletivo interno realizado pela administração era ilegal.
Os vereadores concordam que referida transferência trará prejuízos irreparáveis para essas profissionais, pois além da redução de salários, todos os anos de magistério também serão desconsiderados refletindo inclusive no direito previdenciário.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE