SM: Câmara vota projeto que obriga plantio de árvores

A Câmara de Sumaré vota nesta terça-feira (26), o Projeto de Lei nº 155/2017 que trata sobre a obrigatoriedade do plantio de árvores nas vias públicas do município. De autoria do vereador Ney do Gás (PV), a proposta foi denominada de ???Cidade Mais Verde??? e será discutida pelos parlamentares durante a 4ª sessão ordinária do ano.

De acordo com o projeto, os proprietários de imóveis residenciais e industriais não poderão ter em suas calçadas um espaçamento superior a 10 metros sem uma árvore plantada. Imóveis com testada de até 7 metros, reconhecidamente estreitas, além de comércios em geral não serão afetados pela proposta.

???A arborização oferece diversos benefícios como conforto térmico, sombra, frutos, redução da poluição e ruídos. Dessa forma, essa iniciativa vai ao encontro das ações necessárias para contribuir com a melhoria de qualidade de vida da população de nossa cidade???, justifica o vereador.

Conforme o texto, os projetos de construção, reforma ou ampliação de edificações deverão apresentar a localização das árvores a serem plantadas e ainda receber a aprovação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.  O plantio deverá ser, inclusive, exigência para concessão do ???Habite-se???, documento autorizativo para que a edificação seja ocupada.

Em relação às árvores já existentes nas vias públicas que estejam plantadas em locais irregulares, deformadas ou enfraquecidas por doenças e ataques de pragas a propositura determina que elas sejam extraídas e substituídas pelo Poder Público.

Para a implantação de novos conjuntos habitacionais, condomínios ou distritos industriais, será necessário a apresentação de ???Projeto de Arborização???, sem o qual não terá a aprovação por parte da Prefeitura. O projeto prevê ainda que em caso de descumprimento da lei, o proprietário do imóvel será notificado e terá 90 dias para se adequar, podendo sofrer multas após o prazo.

Caso seja aprovado pela Câmara, o projeto ainda precisa da sanção do prefeito Luiz Dalben (PPS) para ser transformado em lei. O Poder Executivo também deverá regulamentar a norma no prazo de 60 dias a partir da publicação do texto.

Os vereadores votam também o Projeto de Lei nº 91/2018, de autoria do vereador Rudinei Lobo (PRB), que ???dispõe sobre o benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes em espetáculos artístico-culturais e esportivos em âmbito municipal???; Projeto de Lei nº 115/2018, do vereador Marcio Brianes (PCdoB), que ???dispõe sobre a determinação de prioridade de atendimento para pessoas que realizam tratamento de quimioterapia, radiologia, hemodiálise ou utilizem bolsa de colostomia na cidade de Sumaré???; Projeto de Lei nº 202/2018, do vereador Dr. Rubens Champam (PSDB) que ???institui a  Semana de Prevenção e Combate a Aids e demais no Calendário Oficial do Município.

O Ordem do Dia prevê ainda discussão e votação do Projeto de Lei nº 206/2018, de autoria do vereador Professor Edinho (Rede), que ???institui no Calendário Oficial do Município de Sumaré o Thanksgiving Day, o Dia de Ação de Graças, a ser celebrado anualmente na quarta quinta-feira do mês de novembro???; o Projeto de Lei nº 13/2019, do vereador Antônio Dirceu Dalben (PR), que ???institui a Semana Municipal do Microempreendedor Individual???, além do Projeto de Lei nº 003/2019, do vereador Valdir de Oliveira (DEM), que dá nome a uma rua do Jardim São Francisco.

A sessão começa às 18h no plenário da Câmara de Sumaré.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE